Reclamação: um encontro com Héstia

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Quíron em Qui Nov 29, 2012 8:29 pm

Reclamação: Um encontro com Héstia

Os chalés foram erguidos em um bosque, dispostos lado a lado, formando um ômega (Ω) e certamente são o conjunto de construções mais estranhos que você já viu: um com chaminés imitando uma fábrica, outro com tomateiros nas paredes e mais um que, à luz do Sol, reluz feito ouro, entre outras aparentes "esquisitisses".

No cento do campo há uma enorme área de pedras com uma fogueira, sempre por uma garota de aproximadamente oito anos, de cabelos castanhos e era a única que não usava a camiseta do acampamento, trocando-a por um vestido marrom bastante simples. Ela parece bastante solitária mas, ao olhar ver você, abre um lindo sorriso e o(a) convida para se juntar à ela. Por algum motivo inexplicável, você não recusa:
- Bem, Convidado - Como sabe meu nome?, você pensou, mas preferiu não perguntar - sei que não deve ser fácil estar aqui e vivenciar toda essa confusão de pensamentos. Mas jovem, este é o seu lar. Nós - ela indicou os chalés ao redor - somos sua família.
A forma como ela o(a) chamou de jovem o(a) fez tremer. A garota continuou:
- E esta fogueira tem um papel a desempenhar. Ela possui um elo muito poderoso com o Olimpo, a terra dos deuses. Converse com ela. Peça ajuda. Faça uma prece, criança indeterminada. É óbvio que será ouvida. Eu, Héstia, deusa da lareira e dos laços familiares, te garanto.


E atenção! É importante salientar que aqui serão reclamados todos os semideuses com exceção daqueles dos Três Grandes, que serão reclamados somente em atividades em que coloquem à prova as capacidades e competências dos mesmos.

Obs: Favor postar no fim de seu post, em spoiler, qual presente de reclamação você deseja entre as duas opções pra cada deus.
avatar
Quíron
Coordenador do Acampamento
Coordenador do Acampamento

Mensagens : 33
Data de inscrição : 13/05/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Gabriella Rodriguez em Dom Dez 09, 2012 7:14 pm

Estava sentada na janela do Chalé 11 olhando para o céu azul que sempre fazia no Acampamento Meio-Sangue. Era incrível como o tempo ali sempre era perfeito. Estava ali a mais de um mês e nunca vira nem se quer uma nuvem de chuva. Falando nisso, eu não aguentava mais aquele chalé, sempre abarrotado de gente e sempre aquela bagunça infernal. Esses filhos de Hermes poderiam aprender um pouco de boas maneira... Mas eu estava decidida, aquele dia ele mudaria aquela situação. Eu só estava esperando o momento certo.

Então eu ouço o aviso do almoço, chegara a hora. Acompanho meus companheiros de chalé até o refeitório e lá sentamos na mesa do Chalé 11. A comida como sempre maravilhosa foram servidas pelas ninfas da floresta. A minha era um bife delicioso com arroz e feijão, com uma maçã vermelha enorme como sobremesa. Aquela seria a minha oferenda.

Esperamos os outros chalés irem até a fogueira de Héstia para darem suas oferendas aos seus pais, até que chegou a hora do Chalé 11. Formamos uma fila em frente à fogueira. Esperei alguns minutos até que chegou a minha vez. Seguro a maçã nas minhas mãos na frente da fogueira e me concentro na minha oração:


"Afrodite, deusa do amor e de tudo que é belo. Aceite esta oferenda como prova de minha devoção e amor. Me reclame, e lhe prometo levar o amor e a beleza por todos os cantos do mundo. Levarei a palavra da mais bela deusa do Olimpo para todos. Por favor, me reclame, mãe"

Aguardo alguns segundos e jogo a maçã no fogo. Observo ela queimar e inalo o saboroso amora de uma maçã fresca, como se tivesse sido colhida e diretamente levada ao meu nariz. Aguardo mais alguns segundos, esperando alguma resposta.



Afrodite, deusa do amor romântico e da beleza, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Gabriella Rodriguez
acaba de ser reclamada

avatar
Gabriella Rodriguez
Campista do Chalé Nº 10
Campista do Chalé Nº 10

Mensagens : 19
Data de inscrição : 27/05/2012
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-Sangue, Chalé Nº 10

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Matheus Wessler em Seg Dez 10, 2012 5:34 pm

Estar no sol sempre me fazia sentir bem. Eu sentia uma energia ótima, sempre que podia passar o dia todo, ao ar livre. Nunca conheci meu pai e a razão de seu desaparecimento era um mistério, até eu descobrir que era um semi-deus. Sempre me associei a Apolo. Minhas orações e pedidos de ajuda, eram quase sempre para ele.

Naquele momento, o sol caía,e a noite surgia. Me dirigi até a fogueira que brilhava. O simples calor que ali permanecia, já me fazia sentir melhor. Meio envergonhado, e me sentindo meio bobo de estar ali, abaixo minha cabeça, perante a fogueira, e digo:
- Apolo, Deus do Sol. Suplico que me reconheça como filho seu, se assim for a verdade. Sabes que sempre gostei de poemas e arcos e flechas, assim como você. Estar abaixo de ti, com raios de sol batendo em meu rosto, e esquentando meu dia, e meu coração, é uma grande honra. Então suplico-lhe mais uma vez, que me reconheça como filho teu, para que possa honrar vosso nome, com arcos por vós, concedido.




Apolo, deus do Sol, das previsões e dos arqueiros, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Matheus Wessler
acaba de ser reclamado

avatar
Matheus Wessler
Conselheiro(a) do Chalé Nº 7
Conselheiro(a) do Chalé Nº 7

Mensagens : 40
Data de inscrição : 29/09/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Quíron em Seg Dez 24, 2012 12:59 am

Mau mau escreveu:Chego em frente a fogueira e fico meio envergonhado. Me sinto meio estranho, pois não costumo falar com fogueiras, né ? Então supero toda essa vergonha, abaixo minha cabeça e começo a orar:
- Sempre fui meio irracional, meio bruto, pois eu agia antes mesmo de saber o que tinha acontecido. Desde pequeno me sinto meio estranho e ocorrem coisas estranhas comigo, como por exemplo uma noite em que estava andando no parque com os meus "avós" e um catador de lixo começou a me encarar com seu olhos dourados. Em outra ocasião, onde estava com meus amigos, fui surpreendido por dois homens, e esses homens sem mesmo me conhecer começaram e me atacar e então lançaram uma "bola de fogo" em mim, sem que nenhum dos meus amigos percebessem.

Em todos esses casos mesmo sabendo que esses homens eram mais forte do que eu eu reagi por impulso, comecei a brigar com eles mesmo sabendo que a chance de vitória era mínima, só que depois sempre acabavam fugindo.

Por isso acho que sou filho de Ares, pois eu adoro brigar e acabo agindo muito mais por impulso do que pela razão.



Ares, deus da guerra sangrenta, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Mau mau
acaba de ser reclamado

avatar
Quíron
Coordenador do Acampamento
Coordenador do Acampamento

Mensagens : 33
Data de inscrição : 13/05/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Quíron em Seg Dez 24, 2012 1:03 am

Scarlet Mason escreveu: Chamas bruxuleantes dançavam à minha frente, estendendo-se até muito alto no céu noturno. O alaranjado vivo da fogueira manchava o meu rosto dessa mesma cor, e eu me sentia nervosa em relação ao que faria em seguida.
Eu chegara no Acampamento alguns dias atrás, após passar por uma viagem incomum com direito a sátiros e uma lixeira voadora desde o Paraná até aqui. Aceitara a vida de semideusa com certa turbulência emocional, mas tudo acabara por se resolver muito bem. Ou quase tudo. Eu ainda não sabia quem era a minha mãe Olimpiana- eu deveria descobrir por meio de uma oração em frente à Fogueira, e ali estava eu.
Pensando bem, eu quase sabia com quem parecia. Na minha antiga escola, em Umuarama, eu sempre era a garota mais inteligente da sala- cheguei até a sofrer bullying até os meus 11 anos, mas quando a adolescência despontou e os meus olhos acinzentados começaram a fazer efeito nos garotos, a vida até que se tornou suportável. Mesmo assim, não conseguia ser uma garota normal.
Mesmo com uma beleza e intelecto ao meu inteiro dispôr, eu realmente não me sentia parte daquela realidade. Gostava de me imaginar como uma pirata do século XV ou uma heroína dos livros de fantasia que o meu pai lia para mim quando eu era criança. Nenhum dos meus poucos amigos me entendia. Sempre me chamavam de sonhadora e alienada. Só os livros me salvavam daquela realidade sufocante, e só Deus- os os Deuses, que seja- sabia como eu preferia a companhia dos livros à pessoas.
Então foi quase um alívio quando Ronnie, um amigo meu particularmente esquisito, disse que eu era uma semideusa e deveria ir com ele para um Acampamento do outro lado do país. Achei que o meu pai fosse pirar, superprotetor do jeito que era, mas quando Ronnie falou com ele sobre a partida, ele apenas me abraçou e me desejou felicidades. Simples assim.
E foi assim que cheguei no Acampamento Meio-Sangue. Agora tinha um futuro incerto à minha frente, quase tão obscuros quanto as chamas que eu observava.
Suspeirei, fechei os olhos, e fiz o discurso mais intenso da minha vida:
- Atena, deusa da sabedoria e da estratégia, mulher que sempre zelou pelos seus, ouça a mina prece. Venho até a senhora pedir para que me acolha nos teus braços acolhedores e me deixe ser a filha que sempre sonhou. - solucei- Mas confesso que estou com medo, mãe. Medo do que pode me acontecer se eu falhar, se lago der errado e eu... Eu não sei. Só espero encontar em ti o que está faltando em mim.
Abri os olhos. Eu me sentia leve, como se tivesse sido preenchida por hélio, e sentia que poderia sair voando se não pregasse os pés muito bem no chão.
Joguei uma Oliveira nas chamas, dedicando-as à Atena, e rezei para que ela me ouvisse.



Atena, deusa da sabedoria e da guerra estratégica, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Scarlet Mason
acaba de ser reclamada

avatar
Quíron
Coordenador do Acampamento
Coordenador do Acampamento

Mensagens : 33
Data de inscrição : 13/05/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Quíron em Seg Dez 24, 2012 1:06 am

Esparole escreveu:Mais um dia no acampamento Meio-Sangue, iniciando em mais uma manhã no chalé de Hermes. O chalé que praticamente todos os semideuses ficam quando chegam aos acampamento sem serem reclamados ou reconhecidos por seus progenitores divinos. O reconhecimento por seu pai ou mãe era rápido, na maioria das vezes, mas já estava nessa agonia de não saber quem era meu pai faz 1 ano. Já completei meus 16 anos e ainda nada, nem ao menos um sinal.

Todas as noites, vou a fogueira e faço a mesma oração sempre. Me aproximo das chamas ardentes das toras de carvalho - que caíam muito bem em uma fogueira - e sempre sinto aquele conforto, aquela sensação de liberdade quando estou frente a frente ao fogo o qual realizava algumas mini labaredas para fora de seu padrão.

" Pai quer quem seja, espero arduamente por sua reclamação. Por sua gratidão perante ao meu ser. Sei que não sou um garoto especial, um tanto comum como os outros, mas não há motivos para a demora de meu reconhecimento como teu filho. Não fiz nada de esplêndido e nada de especial, mas queria te dizer que qualquer coisa que eu faça será pensando em ti e em minha mãe. Ela que me contou tudo o que sei sobre você e sobre mim. Sei que chegará o dia e a hora certa para o senhor realizar tal feito, mas que não demore mais do que isso! O chalé de hermes fede a chulé de sapatos voadores! Não suporto mais!"

Jogo um prato de pernil desfiado no fogaréu e faço uma reverência a fogueira, me retirando do local para mais uma noite de descanso. No dia seguinte, havia alguns tratores dos filhos de Deméter dos quais eu tinha que ajudar a reparar. Sempre apareciam com algum defeito diferente!

Presente a escolher:
Filhos de Hefesto:
.Martelo de Guerra Médio [Comum][Madeira + Bronze Celestial]
Fortes como são os filhos de Hefesto, um martelo desse tipo ajudará tanto nas forjas quanto na aniquilação de monstros.



Hefesto, deus do fogo e das forjas, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Esparole
acaba de ser reclamado

avatar
Quíron
Coordenador do Acampamento
Coordenador do Acampamento

Mensagens : 33
Data de inscrição : 13/05/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Kristopher Aglaio em Seg Dez 24, 2012 9:39 am

A noite estava fria...
por que todos reclamavam de frio. No começo eu também senti frio mas rapidamente me acostumei, sempre aconteceu isso comigo e sempre achei isso... normal, até descobrir que eu era filho de uma Deusa Grega e que esse poder de se adaptar a diferentes climas, poderia ser uma pista para saber quem era minha mãe.

Eu não sabia nada de deuses gregos, morava numa fazenda com meu pai, e por isso, me dedicava mais ao trabalho para auxilia-lo. Minha diversão, era poder plantar minha própria estufa e cuidar de minhas plantas. Ia para a cidade para estudar,pegava um ônibus que passava ali pela zona rural até a cidade do Kansas.

Na cidade, eu também me dava bem com alguns amigos,sempre fui muito acolhedor e cuidadoso, como se meus amigos fossem preciosos tal qual minhas plantas, que considerava muito.
Quando me perguntaram se havia alguma coisa ''estranha'' comigo, não mencionei minhas plantas, isso era muito normal... afinal, eu não era o único que gostava de plantas no mundo, era?

Mal sabia eu, que isso seria muito importante para a noite de hoje, onde me dirigi a fogueira e me deparei com...Héstia. Uma deusa, e só isso que eu sabia dela... mas parecia relacionada ao lar... e ao fogo, que vi claramente em seus olhos.
Depois que ela se foi, sentei-me na sedosa grama e comecei a rezar.

''Nunca imaginei que teria que rezar para minha mãe, não como se ela fosse uma deusa, uma superior, mas sabe o quanto rezei para que eu tivesse, ao menos,pistas sobre você, e estar nesse acampamento, é definitivamente, estar mais próxima da senhora, de alguma forma...
Peço para que me reconheça, pois aqui, quem não é conhecido, tem que lidar com ladrões em um chalé pra lá de apertado kkkk, poxa... desculpe os maus modos, deveria tratar-lhe mais como uma Deusa...
Então,Mãe,por favor dê o sinal de que eu sou seu filho, permita-me saber, para onde os galhos maternais de minha árvore genealógica crescem, permita-me saber, quem é você. Não saber disso, me dilacerou por anos...
''

Presente: Cajado [Comum][Mogno]
Excelente para quem quer ampliar seu poder mágico, mas uma boa paulada com o mogno não deixa de ser eficiente




Deméter, deusa da agricultura e das estações do ano, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Kristopher Aglaio
acaba de ser reclamado

avatar
Kristopher Aglaio
Conselheiro(a) do Chalé Nº 4
Conselheiro(a) do Chalé Nº 4

Mensagens : 11
Data de inscrição : 24/12/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Angelo Raven em Seg Dez 24, 2012 4:18 pm

Estava quase amanhecendo quando saí do chalé 11. Escondido, havia preservado os melhores morangos da colheita, escondendo-os no bolso da calça. Não era uma atitude muito justa, mas era necessária para o que eu deveria fazer. Ando furtivamente até os restos da fogueira, incrivelmente ela ainda estava acesa e bruxelava com a leve brisa que passava pelo local. Vi o horizonte se colorindo de azul claro, ciano, violeta e um laranja bem claro. O sol estava nascendo, e eu despejei os morangos no braseiro. Não parecia mais do que adequado na minha hora favorita do dia eu fazer aquela prece.

-Apolo, deus do sol, da música, das profecias, das curas e poemas... Grande Matador da Píton. Peço que me reclame com seu filho – falo com a voz solene, observando hora a fogueira, hora o astro-rei – Sempre adorei estar ao sol, correr, cantar, declamar poesias e nas poucas vezes que peguei em um arco, soube exatamente o que fazer... Por favor, meu pai, ouça minha prece e deixe orgulhá-lo sendo o melhor dos seus filhos, aniquilando as trevas em nome da sua luz e curando todos os que precisarem. Reclame-me, e irei honrá-lo até o dia que morrer.

Termino de observar o nascer do sol, apreciando como os raios solares tocavam minha pele e aquecia-a. Faço um agradecimento silencioso a Héstia quando o sol termina de nascer, por levar minha mensagem até Apolo e desço, indo para o chalé de Hermes e rezando para que meu me reconhece-se.


Presente: Arco Médio [Comum][Bronze Celestial]
Aljava Pequena [0-20][Couro]
Flecha [Comum][Ouro][x15]

Arco e flecha são as principais armas destes campistas, que possuem mira e visão sem igual durante o dia.




Apolo, deus do Sol, das previsões e dos arqueiros, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Angelo Raven
acaba de ser reclamado

avatar
Angelo Raven
Campista do Chalé Nº 7
Campista do Chalé Nº 7

Mensagens : 6
Data de inscrição : 21/12/2012
Idade : 21
Localização : L.A, Califórnia

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Louise Bloodwine em Ter Dez 25, 2012 12:27 am

Me aproximo da fogueira com um cacho de uvas suculento nas mãos. Havia provado delas mais cedo, estavam doces como mel e perfeitas para meus objetivos. Parecia ridículo ter que pedir para um deus que estava, literalmente, ao alcance de minhas mãos, mas meu pai era um tanto excêntrico. Em retrospectiva, eu devo ter puxado isso dele. Abro um sorriso e despejo as frutas na fogueira, tomando o cuidado de não me queimar no processo.

-Pai, o senhor quer uma demonstração de amor? Bom, isso não se consegue com uvas em uma fogueira, mas é apenas um começo. Um dia estrelarei em uma grande peça de teatro, e prometo abrir uma vincula para fabricar os melhores vinhos para o senhor... Por hora, tudo o que peço agora é que me reconheça pela minha tendencia inata ao alcoolismo – sorrio de forma brincalhona para as chamas – e pela dramatização excepcional. Jamais lhe desonrarei, meu pai. Reconheça-me, Lord do Vinho, Teatro, Orgias e prazer... Lord Dionísio, ou como te chama por aqui Sr. D.

Dou um sorriso para a fogueira, e procuro meu pai com olhos, lhe dando um sorriso caso a oportunidade apareça. Volto ao chalé de Hermes, imaginando qual personagem usaria hoje na peça que era minha vida.


Presente: Espada Curta [Comum][Bronze Celestial]
Filhos de Dionísio podem ser exímios lutadores, desde que saibam aproveitar suas habilidades para combates corpo-a-corpo.



Dionísio, deus da videira, da insanidade e dos felinos, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Louise Bloodwine
acaba de ser reclamada

avatar
Louise Bloodwine
Conselheiro(a) do Chalé Nº 12
Conselheiro(a) do Chalé Nº 12

Mensagens : 23
Data de inscrição : 24/12/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
104/104  (104/104)
Pontos de energia (MP):
106/106  (106/106)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Pietra em Ter Dez 25, 2012 11:55 am

Após ter a conversa com Héstia, muito mais pensamentos passaram em minha mente, cada vez mais confusos. Em passos rápidos, volto para o chalé onze - "Conversar com ela? Como vou conversar com uma fogueira?! Tenho que pedir como ela vai?" - e sacode a cabeça, tentando espantar aqueles pensamentos dali.
O chalé 11 não parecia tão ruim. Caso eu não fosse reclamada, ainda me sentiria em casa naquele lugar... Eu gosto de ver as pessoas que passam ali. Elas tem coisas legais nas bolsas, as vezes eu as pego "emprestado". *caham*
A única coisa que não era legal ali era ver alguns semideuses tristes por não saber quem são seus pais, mas eu também estava nesse grupo. Embora eu tivesse uma leve impressão de quem era o deus. Fazia cinco dias que eu havia chegado ao acampamento, graças aos deuses.
Aquele lugar era o paraíso comparado aos lugares onde morei, sempre mudando de estado, como se estivéssemos fugindo de algo. Morávamos em um motor home, então já deve imaginar que minha vida não era assim tão pacata, além do mais eu sempre arrumava confusão com alguém... A minha sorte é que eu sempre conseguia correr mais rápido que eles.
Não foi surpresa nenhuma para eu saber que eu sou filha de um deus, sabe. Minha mãe era meio desligada com isso e às vezes dizia que eu não era normal, e que eu era errada igual meu pai. Depois que ela me contou toda a verdade, na cara dura, e que eu vim para o acampamento, algumas coisas aleatórias que ela dizia faziam sentido. Estou mais feliz aqui, mas vou sentir falta daquela desnaturada.
Agora, o porquê que ela não me disse quem é o meu pai, eu não sei. Como eu já disse, tenho minhas expectativas. “Quem sabe se eu fizesse o que a garotinha da fogueira me aconselhou a fazer...” – penso após deitar na cama, tentando dormir para que na manhã seguinte eu crie coragem para fazer a tal “oração”.

-------

Acordo cedo no outro dia, pisando nos colegas de quarto e tropeçando nos objetos deles. O dia já tinha começado com o pé esquerdo, pelo que percebi. Mas nada melhor do que levar aquilo na esportiva, ou seria enlouquecedor... Então decidi levar tudo aquilo como uma grande brincadeira, mesmo sabendo que era tudo muito sério demais.
Andando devagar, chego até a dita fogueira e aceno com a cabeça para a garota que estava ali.
- Bom dia... – e olho mais atentamente para ela, lembrando quem ela era e faço uma leve reverência, murmurando em seguida. – ...Senhora.
E suspiro, olhando para a fogueira em seguida e penso. “Relaxa Pietra. Apenas diga o que sente.” Baixo a cabeça e crio coragem para, hum, não exatamente dizer... mas pensar, fazer uma prece para o meu pai.

"Hum, eu não sei como começar isso... Mas vou arriscar. Hermes, senhor dos comerciantes, ladrões e daqueles que usam as estradas... eu sei que ainda não tive, talvez, a oportunidade de provar que eu sou sua filha. Provavelmente você não lembra de minha mãe, Antonieta... Você deve ter muitos filhos, não deve saber quem eu sou. Mas senhor, peço para que me mande algum sinal de que estou certa. Eu tenho muitas das características de seus filhos que conheci nesses cinco dias, e sinto algo fraternal em relação a eles. E eu prometo que se me reclamar, eu os ajudo a pregar peças nas filhas de Afrodite."

Abro os olhos e levanto a cabeça, dizendo um "até mais" para Héstia e volto para o chalé, o qual eu gostaria de passar todos os verões.




Hermes, mensageiro dos deuses, deus dos viajantes e dos répteis, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Pietra
acaba de ser reclamada

avatar
Pietra
Conselheiro(a) do Chalé Nº 11
Conselheiro(a) do Chalé Nº 11

Mensagens : 4
Data de inscrição : 28/05/2012
Idade : 21

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Convidad em Ter Dez 25, 2012 1:16 pm

Pisquei várias vezes, incrédula e descrente.
A primeira coisa que veio à minha cabeça era: "Essa garotinha, uma deusa? Que piada!"
Mas para meu espanto, não era. Observando-a com atenção, sua pele reluzia, macia e perfeita, diferente de qualquer ser humano (ou meio humano, no nosso caso). Seus olhos ora brilhavam mais intensos, ora mais fracos, como o bruxulear das chamas. Não era um reflexo da fogueira ao nosso lado, mas pareciam vir de dentro da sua retina.

Pisquei novamente para recobrar a consciência e concordei com a cabeça.
Ainda não havia um dia que eu estava no acampamento e já me sentia confusa. Pela primeira vez na vida, minha mente estava em desequilíbrio. Mas não era para menos: meus últimos dias foram um caos. Meu pai, Sr. Makavell, é um juiz famoso e muito ocupado de Nova York. Respeitado e renomado, é o mais requisitado para dirigir julgamentos em casos de forte impacto público e/ou político. Nos últimos tempos, trabalhava em um grande caso até tarde da noite no seu gabinete e ia para casa muito tarde. Eu sempre achei que soubesse me virar muito bem sozinha, té o apartamento ser invadido e destruído por uma criatura que hoje eu descobri ser um cão infernal.

Graças ao meu vizinho, que agora sei que é um sátiro, pude escapar com vida e chegamos sãos e salvos as fronteiras mágicas deste acampamento. Aqui minhas dúvidas foram esclarecidas, mas deram espaço à muitas outras ainda mais importantes e urgentes.

"Será que meu pai sabia que se envolveu com uma deusa?"
"E se sabia, por que nunca me contou?"
"É possível que eu esteja ficando louca?"


E, a maior de todas:
"Se não estou biruta, então quem será minha mãe?"

Instintivamente, meus olhos se direcionaram ao chalé 16, de Nêmesis. Fixei-os na balança, símbolo de equilíbrio. Sem tirar os olhos, fiz uma ligeira prece:
- Mãe, posso não saber com certeza quem a senhora é, mas é agora que eu preciso da sua ajuda. Estou confusa, amedrontada, perdida... Em total desequilíbrio com meu espírito e com meus pensamentos. Preciso me conhecer, saber de onde eu vim. Só assim eu poderei saber onde vou e o que vou fazer. Me olhe, me sinta, me reclame. É só o que eu peço.




Nêmesis, deusa da vingança e do equilíbrio divino, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Dorothëa
acaba de ser reclamada


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Nicolas Pascal em Ter Dez 25, 2012 2:18 pm

Penso demais... aff
Quem me olhar no rosto, vai ver uma pessoa calma, tranquila..um tanto alegre, mas ai de quem for telepata... se perderia com minha mente extremamente movimentada.

Esse sempre foi meu problema na escola... me concentrar... eu aprendia fácil, mas as vezes, não esta com a cabeça presente para escutar...
Meu pai era professor de Arquitetura e Robótica na Universidade de Harvard, ele adorava quando eu fazia vários desenhos, e com sua maestria, dava vida robotizada aos meus desenhos...

Quando cheguei no acampamento, já cheguei preocupado, pois cheguei as pressas, estava ameaçado de morrer por causa de uma górgona, e aquele maldito sátiro, me levou embora sem eu saber, se a Górgona matara meu pai, ou se ele sobreviveu...

Tentei tirar isso da cabeça, agora, saber quem minha mãe era importante, depois eu poderia mandar uma mensagem de íris, um tipo de mensagem mágica.

Héstia, uma deusa... Muito bonita, fiz uma reverência quando esta se apresentou e disse suas palavras importantes.

Comecei a rezar.
-Mãe divina, por favor,preciso de sua ajuda, ajude-me a reconhecer quem eu sou, pois isso tudo é novo pra mim, e sem seu conhecimento, eu passaria tempo demais frustrado com meu pai e em quem é você. Por favor, prometo ser Honrado e orgulha-la, prometo ser grandioso.




Atena, deusa da sabedoria e da guerra estratégica, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Nicolas Pascal
acaba de ser reclamado

avatar
Nicolas Pascal
Campista do Chalé Nº 6
Campista do Chalé Nº 6

Mensagens : 8
Data de inscrição : 25/12/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Ravyn R. Ollicourt em Ter Dez 25, 2012 2:28 pm

Fora complicado sobreviver. A viagem de El Paso, TX, fora complicada. Mesmo com meu sátiro me ajudando, os monstros foram difíceis de derrotar. Não que eu não tivesse alguma perícia já com armas (tinha uma espada de bronze, meio desgastada, que fora do meu pai, na minha casa), mas, admito, meu problema foi tentar resolver pacificamente. É verdade, com um ciclope, dera certo. Porém, contra uma empousa... se não fosse meu sátiro, com certeza estaria morto agora, e sem sangue.

Sem contar a distância. Terra batida a maioria do tempo, sem caronas também, para não se arriscar. Ao chegar na fronteira, os policiais nos ajudaram, finalmente. Não muito, mas um pouco, dando alguns suprimentos e um mapa. A viagem fora mais rápida a partir de então, mesmo que longa.

E enfim, chegamos em Nova Iorque. Cidade grande, lembrava meu bom e velho El Paso. Apesar do nome hispânico e da quantidade de latino-americanos lá, eu era americano, minha família materna (que agora sei que é adotiva) vinda da Inglaterra e paterna da França, a muito tempo atrás, não tinha sotaque espanhol nenhum no meu inglês.

Finalmente o Acampamento Meio-Sangue. Realmente fantástico aquele lugar, pessoas queridas, outras nem tanto, mas todas com poderes extraordinários. Quíron, o centauro. Isso explicava muita coisa: Minha dislexia, meu TDAH, mesmo que leve... É, ser semideus era meu caso. Mas filho de quem?

Levado pela angústia de não saber quem era minha mãe, fui levado a ir à Fogueira, torcendo para que Héstia, a Deusa da Lareira, me ajudasse a mostrar para ela que eu existia, para ser reclamado. Primeiro fui procurar quem poderia ser, e cheguei a uma conclusão: Íris, a deusa do arco-íris.

Cheguei na fogueira e me ajoelhei. Fechei os olhos e fiz minha prece:

"Oh, Íris, Deusa do Arco-Íris, peço que me reconheças como teu filho. Minha personalidade pacífica e felicidade não importa o que aconteça me faz crer que sou seu filho. É uma grande honra para mim ser filho de uma deusa tão especial quanto você, irei te honrar em todas as minhas ações."

Esperei que algo acontecesse.

Presente escolhido:
Cetro Médio [Comum][Bronze Celestial]



Íris, deusa do arco-íris e mensageira dos deuses, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Ravyn R. Ollicourt
acaba de ser reclamado

avatar
Ravyn R. Ollicourt
Conselheiro(a) do Chalé Nº 14
Conselheiro(a) do Chalé Nº 14

Mensagens : 29
Data de inscrição : 25/07/2012
Idade : 20

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Lyra Serena em Qua Dez 26, 2012 1:03 pm

Cof cof. Então tá, né?
Que comece o jogo "eu-estou-falando-com-uma-fogueira-mas-acredite-eu-não-sou-louca"!

Suspiro. Hora de pôr o peludinho a prova.

"Hm... oi? Olá? Hécate? Grande deusa, mãe e tal, senhora da magia e do ex-spa "vingança-aos-homens"? Bom, sua suposta filha falando, Lyra. Oh, pelo amor dos hamsters, você sabe quem sou, imagino. Enfim. Depois de horas de conflito interno, uma quase perda de uma bolsa de tampa de latinha (sério, aquele peludinho é irritante) e uma viagem poeirenta e exaustiva, eu finalmente chego nesse Acampamento, e por favor, não vamos nos esquecer que eu explodi um carrinho de pipoca e fiz um motorista de ônibus agir feito um... bom, não sei, mas ele estava estranho. Por falar nisso, nossa, muito obrigada, mamãe, pelo bilhetinho atencioso que dizia quem eu era uma garota de sangue laranja, isso ajudou muito. Bom, chega de papo furado. Eu tenho algumas pequenas habilidades, e um peludinho aí disse para eu tentar você, então cá estou eu, pedindo para me reclamar ou seja lá o que você faz, só espero que no processo meu cabelo não pegue fogo, novamente. Eu prometo te honrar, e blablablá, acima da minha vida e tudo que um nobre guerreiro de camiseta laranja faz. Bom, é isso. Err... obrigada? Ah, que seja. Falou."

Olho mais um pouco, avaliando a fogueira, na expectativa.
E então penso: "Céus, isso é ridículo!"

Oh, e por favor...:
...desejo um Bastão Longo [Comum][Bronze Celestial]. Obrigada.




Hécate, deusa da magia, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Lyra Serena
acaba de ser reclamada

avatar
Lyra Serena
Conselheiro(a) do Chalé Nº 17
Conselheiro(a) do Chalé Nº 17

Mensagens : 30
Data de inscrição : 26/05/2012
Idade : 19
Localização : Acampamento.

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Cibelle em Qua Dez 26, 2012 3:15 pm

Eu estava nervosa, alias bastante nervosa. Não via a hora de ser reclamada pela minha mãe, não tinha certeza de quem seria, acho que era esse o ponto que estava me deixando nervosa, a quantidade de possibilidades
de maternidade que havia.Analisei bastante as opções, Atena, Deméter, Afrodite, e muito mais. Bom, eu sou inteligente, mas acho que não o bastante para ser filha de Atena, eu gosto de plantas, mas eu não que eu vá por ai fazendo plantações de batatas ou algo assim, eu sou bonita, bem bonita, mas não aquele tipo de garota que só é bonita por fora, também sou extremamente bonita interiormente, e sou ótima para convencer pessoas, mas vai saber .
Ali encostada em uma arvore perto da fogueira de Héstia, rezei para minha mãe desconhecida : "Mãe, quem quer que você seja, peço para que se anuncie e acabe com essa ansiedade que se aloja em mim nesse
momento. Eu realmente quero saber quem você é, para poder chamar alguém de mãe, e ir para o meu chalé por que tenho quase certeza de que alguém aqui no chalé de Hermes pegou o meu lápis de olho! Espero que ouça minhas
preces, com muito amor e carinho Cibelle."
E o silêncio reinou novamente aonde eu estava.



Afrodite, deusa do amor romântico e da beleza, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Cibelle
acaba de ser reclamada

avatar
Cibelle
Campista do Chalé Nº 10
Campista do Chalé Nº 10

Mensagens : 1
Data de inscrição : 26/12/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Lucy McWitch em Qua Dez 26, 2012 8:22 pm

Caminho, distraida, na direção da fogueira.
Observo a lua nova no céu, e as estrelas brilhando ao seu redor. Pareciam piscar diretamente para mim a cada passo que eu dava, numa sinfonia de luzes que tomava todo o céu azul.
Trazia nas mãos um brinquedinho bonitinho. Era um lobo cinzento que, sob a luz da lua, parecia prateado. Sempre fora meu brinquedo preferido desde criança, e eu o carrego até hoje, com meus 13 anos. Acho que era um "sacrificio" apropriado. Seria dolorido dar tchau ao Lupi, mas era por uma causa maior.

Sento-me com as pernas cruzadas de frente para a fogueira, e ponho o lobo na mesma direção no chão.

A noite está bonita, não é? — Falo para a fogueira, focalizando um foco de chamas roxas brilhando bem à minha frente.

"
Então. Lady Hécate... Rainha das Luas, portadora da Magia... Guia dos lobos, que atormenta os viajantes desavisados. Aqui estou eu, pedindo que olhe para mim, nem que seja por um momento. Vejo teus filhos; belos, soturnos e noturnos. Poderosos, inteligentes, e principalmente pouco compreendidos. Peço-lhe que permita que eu me junte a eles, pois tenho certeza de que sou uma de tuas filhas. Certeza.
A noite sempre cai sobre mim como um vel de conforto. A lua sempre é a minha luz no fim do túneo. E a magia me fascina como a musica a um surdo que acaba de recuperar a audição. Permita-me honrá-la, seguí-la, tornar-me parte de ti; A Magia.
"

Olho novamente para as estrelas, que permanesciam coladas ao céu, em sua dança eterna e mágica.




Hécate, deusa da magia, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Lucy McWitch
acaba de ser reclamada

avatar
Lucy McWitch
Campista do Chalé Nº 17
Campista do Chalé Nº 17

Mensagens : 56
Data de inscrição : 26/12/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Rodrik S. Wercheg em Qui Dez 27, 2012 3:35 pm

Havia chego há pouco no acampamento, eu sinceramente prefiro mais ele doque meu antigo lar... aqui pelo menos as pessoas se respeitam, ao menos pelo pouco que vi. Tá, fora algumas pessoas como os filhos de Hermes e os de Ares, acho que são esses os nomes dos deuses... mas depois de um tempo no chalé de Hermes, eu já não esperava mais para sair dele em apenas dois dias eu já havia perdido metade do meu dinheiro, algumas roupas reservas que eu tinha, e uma camisa do acampamento, eu realmente não achava aquilo justo mas não podia fazer nada contra, afinal eles eram mais experientes doque eu tanto em combate quanto em interação entre os outros. Em um dos jantares que tive perto da fogueira eu decidi que era a hora, eu acho que já sabia para quem rezar. Mas sejamos justos nenhum deus deve gostar de conversar sem uma oferenda antes, então vou com meu prato cheio já que eu não comi nada daquela refeição, afinal eu não vou dar restos para algum deus! Me aproximo da pira e viro o prato, derrubando todo o conteudo dela e penso: ''À Nêmesis'' Depois, deixo meu prato na mesa e sigo até a fogueira que ficava no meio dos chalés, me aproximo da garota que estava perto, já sem um pouco de medo da presença dela e digo um ''Olá'' quase inaudivel para ela, era hora de eu começar minha prece... como eu começaria? Eu nunca fiz uma reza ou uma oração, eu não fazia ideia doque fazer. Então apenas me ajoelho no chão e fecho os olhos e mentalizo as minhas palavras:
- Eu não faço ideia de como começar isso... mas acho que vou começar com um ''Oi Mãe''... então, oi mãe! Eu estou aqui finalmente decidido, depois de pensar por algum tempo à respeito de toda essa história de deuses e de monstros e de até mesmo acreditar que eu era o filho de um dos deuses... realmente, não parece verdade mas, isso é a verdade no final de contas é oque está acontecendo. Parece que minha vida mudou bruscamente com essas novidades, mesmo ela já sendo bastante... dificil. Agora aqui nesse acampamento eu me sinto finalmente equilibrado, minha vida em si se equilibrou, parece que o peso do outro lado da balança foi colocado e os dois lados ficaram quase na mesma altura, ainda falta algo, pelo que eu fiquei sabendo muitos semideuses morreram para aquelas coisas asquerosas lá fora, isso realmente não é justo, se você me ajudar me dando um sinal de que sou seu filho, será o peso que falta para a balança se igualar. Eu cumprirei com o meu papel como seu filho, não terei piedade daqueles que não a merecerem, mas serei justo com aqueles que merecerem clemência, mas é claro, independendo se a justiça for positiva ou negativa para a pessoa. Peço para que você me reclame deusa Nêmesis, minha mãe.
Em seguida me levanto, esperando que eu tenha feito tudo certo e fico observando envolta, vendo se alguma coisa mudou enquanto espero algum sinal.

Presente:
Adaga Curta [Comum][Bronze Celestial][x2]
Para uma aproximação mais brutal com os adversários, alguns filhos de Nêmesis buscam o equilíbrio de poder e força nas lâminas de suas adagas.



Nêmesis, deusa da vingança e do equilíbrio divino, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Rodrik S. Wercheg
acaba de ser reclamado

avatar
Rodrik S. Wercheg
Campista do Chalé Nº 16
Campista do Chalé Nº 16

Mensagens : 25
Data de inscrição : 27/12/2012
Idade : 19

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Lyriam Hashid em Sex Dez 28, 2012 11:01 am

Estava apenas 2 dias no acampamento e minha curiosidade a respeito do meu pai só aumentava mais e mais, então decidir encarar a fogueira e saber de vez quem era ele.

Andei de cabeça erguida até meu desafio já que não queria demonstrar meus receios para os demais , adotando uma postura firme e confiante parei a frente daquele fogo e fechando os olhos fiz uma prece silênciosa :


Grande Ares, deus da Guerra e das Batalhas Sanguentas, peço que me aceite como sua filha.Sei que meu temperamento explosivo e impetuoso que sempre me fazem tomar decisões precipitadas vem do senhor, sei também que não sou como as outras garotas pois desde pequena gostava de lutar e ganhar batalhas, nunca aceitei provocações e por isso sempre me metia em confusões e brigas.
Não sei segurar minha força nem meu gênio e sei que isso é bom e valioso em batalhas, então por favor me aceite como sua filha, sua mais nova guerreira. Obrigada pai.


Abro os olhos e me afasto da fogueira em direção ao chalé de Hermes, esperava ansiosamente o reconhecimento de meu pai.

Spoiler:
Espada Longa [Comum][Bronze Celestial]



Ares, deus da guerra sangrenta, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Lyriam Hashid
acaba de ser reclamada


Lyriam Hashid
Campista do Chalé Nº 5
Campista do Chalé Nº 5

Mensagens : 4
Data de inscrição : 28/12/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Eliano Dion em Sex Dez 28, 2012 2:04 pm

Morrendo de sono e preguiça, me levanto daquele chalé barulhento.
Eu já estava nervoso... era proibido beber no acampamento e eu era extremamente alcoólatra.
Adorava tomar Licores de Frutas, que minha mãe me ensinou a fazer. Mamãe sempre foi bem Liberal... e dizia que eu nunca sofreria as sequelas da bebida.
Com exceção ficar bêbado.

Mas realmente, ja bebi litros e litros de álcool de vários tipos e ainda to lindo na fita.

Nunca entendi por que, até encontrar esse acampamento maluco... no começo, achei que a bebida tinha me vencido finalmente, mas acordei hoje vendo tudo novamente... e me sentia melhor. E ainda via bundas de bode desfilando por ai, e homens cavalos... e cavalos com asas.

A deusa do fogo parecia bem real tbm, segui seus conselhos e fui rezá.
Querido pai, por muito tempo tive duvida de quem você era e gostaria de saber agora..que tal? Prometo não roubar mais as cortinas das mamãe e brincar de pretora.
Também prometo te dar orgulho e bla bla bla... prometo um monte de coisas legal, que tal?

Espero algum sinal...




Dionísio, deus da videira, da insanidade e dos felinos, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Eliano Dion
acaba de ser reclamado

avatar
Eliano Dion
Campista do Chalé Nº 12
Campista do Chalé Nº 12

Mensagens : 2
Data de inscrição : 28/12/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Joly Rosefield em Sex Dez 28, 2012 5:11 pm

Me aproximo da fogueira com um prato de maças. Eu estava belo como sempre naquela noite, com uma camisa branca com mangas arreganhadas até o cotovelo por cima da laranja do acampamento, calças jeans azul escuras, um tênis “all-star” branco, com detalhes em vermelho e um bracelete de couro simples adornava meu braço esquerdo. Como disse, lindo. Ouço as risadas dos campistas as minhas costas, certamente rindo de uma piada de algum filho de Hermes, e despejo minhas maças na fogueira. Inspirando o doce aroma que subiu, me concentro na deusa a quem eu queria invocar.

“Afrodite, minha bela deusa, a mais bela de todas, primeira Olimpiana e filha de Urano, o Céu. Peço que me reclame como seu filho... Sempre fui belo, como a senhora pode ver, e também sempre tive um grande coração... Sei que o amor é a maior força do mundo, e o busco como o maior tesouro de todos... Peço que me ajude em minha jornada para conhecer o verdadeiro amor de minha vida. E que me dê forças para protegê-lo custe o que custar. Embora não lhe conheça, minha deusa, já lhe amo, e peço que reconheça este amor... Esperarei pelo teu sinal, minha amada mãe.”

Saio de perto da fogueira com o coração mais leve por ter derramado meu amor por minha mãe. Enxugo uma rápida lágrima que escorria pelo olho, sorrio e volto para o chalé de Hermes.

Presente: Chicote




Afrodite, deusa do amor romântico e da beleza, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Joly Rosefield
acaba de ser reclamado

avatar
Joly Rosefield
Campista do Chalé Nº 10
Campista do Chalé Nº 10

Mensagens : 10
Data de inscrição : 28/12/2012
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-sangue

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Carter Kane em Dom Dez 30, 2012 11:49 am

Estava eu, nervoso diante a fogueira, pensando em quem poderia ser meu pai/mãe divino. Não poderia esperar muito tempo pela minha reclamação. ''Eu sou bastante inteligente, mas não sei se o bastante para ser filho de Atena. Não tenho mira e nem sei jogar dardos, então não posso ser filho de Apolo. Não gosto de roubar nada, não posso ser filho de Apolo. Não sou bom com materiais de construção, não tenho como ser filho de Hefesto. Não sou persuasivo, excluo a possilibidade de ser filho de Afrodite. Não sou filho de Zeus, pois não gosto dos Céus. O Mundo Inferior me assusta, não posso ser um filho de Hades. Acho que posso ser filho de Dionísio (sou festeiro, adoro uvas, sou mal-humorado) e de Poseidon (adoro o mar, passo o dia todo se pudesse). Mas, pai, quem quer seja, mesmo se demore ou não, não lhe decepcionarei diante de meus companheiros de Chalé nas batalhas. Não serei humilhado por monstros ou titãs do mal. Serei guerreiro por 365 dias por ano.'' - pensei. Depois disso, fui aos estábulos ficar com os cavalos, o que me deixava bastante feliz. A minha volta, o silêncio permanecia, a não ser os cavalos que rinchavam.



Dionísio, deus da videira, da insanidade e dos felinos, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Carter Kane
acaba de ser reclamado

avatar
Carter Kane
Campista do Chalé Nº 12
Campista do Chalé Nº 12

Mensagens : 1
Data de inscrição : 30/12/2012
Idade : 17
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Dylan Moore em Seg Dez 31, 2012 5:14 pm

Estava de frente pra fogueira, aquele santuário mágico onde a deusa Héstia ouvia nossos pedidos e os levava até os deuses. Algo me incomodava desde que eu chegara no Acampamento Meio-Sangue. Fui péssimo em esgrima, ou canoagem, ou... tudo. Sempre no fim das atividades a única coisa que me confortava era deitar na beira no lago e ficar sob a luz do Sol, aquilo sim era... inexplicável. A única atividade que eu fui realmente bom foi no arco e flecha, e algo me dizia que aquilo não era por acaso. Fecho meus olhos e começo minha oração:

"Ó Apolo, deus do Sol, dos arqueiros e das profecias, ouça o meu chamado. Eu sei que sou seu filho, desde que cheguei aqui sinto que sou. Por favor, me reclame como seu filho e prometo levar sua palavra por todos os cantos do mundo, todos conhecerão o nome de Apolo. Por favor, pai."


Espero mais alguns segundos e então agradeço à deusa Héstia e me volto a minha mesa.

Presente:
Besta Pequena [Comum][Bronze Celestial]
Bolsa de Dardos Pequena [0-20][Couro]
Dardo [Comum][Ouro][x15]




Apolo, deus do Sol, das previsões e dos arqueiros, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Ray Cogan
acaba de ser reclamado

avatar
Dylan Moore
Campista do Chalé Nº 7
Campista do Chalé Nº 7

Mensagens : 1
Data de inscrição : 31/12/2012
Idade : 20

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Mytrill em Seg Dez 31, 2012 7:12 pm

Chego na fogueira, meio cabisbaixo. Não costumo falar com chamas crepitando. Eu me ajoelho perante a fogueira, e então começo a orar:

- Er... Olá, pai ou mãe. Eu não sei direito quem é você, mas você deve me conhecer muito bem. Eu gostaria que você me reconhecesse. Vou falar um pouco de mim, para ficar claro. Eu sempre fui muito atlético. Jogo tudo que se imagina, corro muito ! Eu seria quase perfeito. Se... Bem... Se eu não fosse cleptomaníaco. Eu sempre tento pegar as coisas dos outros, de preferência de forma que elas não percebam. Já aconteceu da polícia vir atrás de mim. Mas sempre saia pulando muros, e correndo, então nunca me pegaram... Bom, esse sou eu. Gostaria que me reconhecesse, lorde Hermes, eu tenho quase certeza que é você.




Hermes, mensageiro dos deuses, deus dos viajantes e dos répteis, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Mytrill
acaba de ser reclamado

avatar
Mytrill
Campista do Chalé Nº 11
Campista do Chalé Nº 11

Mensagens : 6
Data de inscrição : 31/12/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Cosmo Alexandrino em Ter Jan 01, 2013 3:21 pm

Eu já me encontrava nervoso de tanto tempo sem fazer nada. Na hora do almoço, peguei vários canudinhos para tentar fazer várias dobras e acabei fazendo uma cadeirinha de praia feita só de canudos.

Mas a noite havia chegado e a fogueira estava resplandecente, Héstia, a própria deusa do fogo e do Lar, se fez presente e deu algum esclarecimento, quando esta se foi, agradeci.
-Agradeço suas instruções, deusa Héstia

Depois paro e começo a rezar.
Mas antes, começo a me recordar de tudo o que já tinha vivido.
Morava com minha mãe, que era mechanica. Porém, não era só isso, sua criatividade era invejável, ela sabia fazer máquinas e projetos, com uma beleza inegualável, de forma que, além de eficiente, as maquinas e ideias dela, era concretizadas e eram bonitas. Ela sabia esculpir bem uma placa de metal, fazendo vários tipos de textura, conseguiu até criar pássaros metálicos que batem as asas. isso garantiu a ela emprego numa fábrica de brinquedos, e graças a isso, nós somos ricos, pois ela é uma peça rara lá.
Mas tudo mudou quando um monstro me atacou, minha mãe não estava em casa, mas minha babá, lutou com aquela criatura, uma mulher serpente, minha babá incrivelmente transfortmou sua vassoura em uma espada e começoua lutar com aquele monstro, ela lutou bravamente, me dando tempo para fugir, ela disse que uma limusine me esperava fora de casa, corri até ela no desespero e um motorista de cavanhaque, futuramente, um sátiro, estava dirigindo, e me trouxe para onde estou.
Me fazendo descobrir, que sou um semideus.
Eu tinha uma ideia quase certa de quem era meu pai, mas o definitivo, viria hoje a noite.

-''Deus pai todo poderoso e olimpiano, permita-me ser reclamado para que eu possa ter certeza de quem você é, minhas Hipóteses são nada,perto de um sinal divino seu, prometo lhe orgulhar e fazer o que tiver que fazer....




Hefesto, deus do fogo e das forjas, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Cosmo Alexandrino
acaba de ser reclamado

avatar
Cosmo Alexandrino
Campista do Chalé Nº 9
Campista do Chalé Nº 9

Mensagens : 29
Data de inscrição : 01/01/2013

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Edgar Lancaster em Qua Jan 02, 2013 2:09 pm

Meu nome é Edgar Lancaster. Fui criado pela minha mãe e minha avó desde que me entendo por gente. Nunca tive notícias do meu pai e, sinceramente, estava muito feliz com a minha vida antes de saber que ele era um Deus.

Nasci e fui criado em Nova York, e amava aquela cidade mais que tudo no mundo. Morava com a minha mãe em um apartamento alugado, já que o dinheiro nunca dava para mais do que o básico. Estudava em uma escola particular- paga com muito esforço- no bairro de Tribeca e mantinha uma relação razoavelmente boa com os meus colegas de classe- ou quase isso. De vez em quando me metia em umas enrascadas bem feias, como daquela vez em que o cabelo da minha professora de matemática pegou fogo. Ou quando a caixa de suco explodiu na cara do Lucas- o meu arqui-inimigo do prezinho. Ou quando... Ok, você já entendeu.

Tirando esses detalhes sórdidos, eu me virava muito bem com as pessoas ao meu redor. Tinha alguns amigos e arrasava com as garotas. Afinal, quem resiste a um belo par de olhos verdes? Tá que a minha timidez natural atrapalhava um pouco (é, por baixo dessa pose toda, eu não sou tão confiante assim), mas eu quase não precisava correr atrás de mulher. Era só elas verem o meu físico trabalhado- Deus abençoe o Hipismo. Deuses. Tanto faz- e já caíam aos meus pés. Isso me deixou um pouco arrogante e egocêntrico, admito, mas um arrogante egocêntrico muito charmoso. Três beijos.

Enfim, essa era a minha vida de garoto de 17. Normal, pacata, quase sem incidentes muito esquisitos que poderiam transformar o meu dia- ou a minha vida- em algo realmente assustador. Pelo menos até Dante me dizer que eu era um meio-sangue.

E aqui estava eu, recém-chegado no Acampamento Meio-Sangue. Haviam me mandado vir para a Fogueira conversar com o meu pai. Eu não me sentia muito confortável com aquela situação; meu pai nunca me olhara nos olhos, e agora eu teria que pedir para ele me reclamar como seu filho. Eu quase sentia vontade de jogar tudo para o ar.

Mas em vez de jogar pela janela a única chance de vida normal que eu provavelmente teria, respirei fundo e falei:

- Dionísio, deus da videira e meu possível pai, oro para que atendas as minhas preces. Reclame-me como seu filho, para que a minha existência nessa vidinha de meio-sangue não seja em vão. Por favor, me ouça. Por favor, não se esqueça de mim... Pai.

Fora a oração mais profunda que eu já fizera. Provavelmente a única durante toda a minha vida. Caminhei para longe da Fogueira, para o chalé de Hermes.

Esperava que aquilo valesse a pena.

Spoiler:


Espada Média [Comum][Bronze Celestial]
Filhos de Dionísio podem ser exímios lutadores, desde que saibam aproveitar suas habilidades para combates corpo-a-corpo.



Dionísio, deus da videira, da insanidade e dos felinos, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Edgar Lancaster
acaba de ser reclamado

avatar
Edgar Lancaster
Campista do Chalé Nº 12
Campista do Chalé Nº 12

Mensagens : 30
Data de inscrição : 28/12/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum