Reclamação: um encontro com Héstia

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Johhny Courf em Qua Fev 06, 2013 2:09 pm

Não estava tão divertido ficar no chalé de Hermes. Além de estar superlotado (um típico dia num chalé de Hermes), os campistas ''normais'' filhos do deus-mensageiro pregavam peças em todos os novatos. Não aguentava mais ficar ali, resolvi dar uma visitinha à fogueira do Acampamento. Devo ter xingado alguns palavrões em grego, porque eu estava cheio daqueles garotos filhos de Hermes. Tinha vontade de socá-los até ficarem inconscientes. Mas eu sabia que as consequências seriam bem piores. Respirei fundo, e comecei a, digamos, orar na minha mente:

- Oi, ahn, pai. Ou mãe. Estou aqui, tentando fazer com que você me reclame. Mas, especialmente, queria que Ares fosse meu pai. Acho que me identifico com ele, pois sempre amei uma guerra, e gosto de arrumar briga com qualquer um. Espero que seja você, Ares, sempre gostei de brigar ou de uma guerra. Parto para cima sem pensar. Mas de vez em quando, eu penso nas minhas consequências, aí eu não vou. Mas, na maioria das vezes, eu vou. Enfim, se for você, Ares, meu pai, juro pelo Rio Estige que não lhe decepcionarei diante de alguém. Lutarei com a máxima coragem possível. Não mostrarei fraqueza diante de alguém ou de algum monstro. Se não for, que pena. Mesmo assim, seja quem for meu pai divino, eu honrarei de qualquer jeito.


Spoiler:
Espada Longa [Comum][Bronze Celestial]
Uma espada pesada, porém poderosa. Nas mãos de um guerreiro nato como são os filhos de Ares, a espada pode vir bem a calhar.



Ares, deus da guerra sangrenta, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Johhny Courf
acaba de ser reclamado



Última edição por Johhny Courf em Qui Fev 07, 2013 6:51 am, editado 1 vez(es)
avatar
Johhny Courf
Campista do Chalé Nº 5
Campista do Chalé Nº 5

Mensagens : 2
Data de inscrição : 06/02/2013
Localização : Atrás de você

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Sebastian Grey em Qua Fev 06, 2013 3:21 pm

Bem tudo estava tão monótono no chalé de Hermes, eram sempre as mesmas coisas, ou eram filhos de Hermes roubando Indeterminados, ou eram os mesmos pregando peças nos outros.Haviam chalés mais animados como aquele, tipo o de Hefesto principalmente as forjas eu gostava das forjas eu ia quase todos os dias visitar, os filhos de Hefesto deixavam eu ver trabalharem, até pedi pra um deles me dar uma pequena aula, também vi pequenas máquinas criadas pelos filhos de Hefesto, como eles as os chamavam? Autômatos? Bem não vem ao caso agora.
No treinamento sempre usava armas mais pesadas como martelos e machados, nunca usava espadas eram leves demais, só em alguns casos usava as mais pesadas.
Bem a garotinha havia me chamado é claro que não recusei ...
Uma oração certo -pensei
Jogo um de meus biscoitos na fogueira e rezo
Olá Hefesto, como está, bem pra começar tive ótimas experiencias no acampamento aprendi a usar armas gregas, queria que o senhor me reclamasse porque sou muito fã de forjas e adoro construir coisas, já construí um carrinho de brinquedo só que ele havia quebrado depois de 5 dias, sempre me interessei em fazer armas, carros, robôs, entre outros.Bem isso é tudo o que tenho dizer tchau pai
Quero:
Chave de Grifo Média [Comum][Bronze Celestial]
Para quem preferir construir e consertar autômatos, sem perder a chance de matar umas criaturas, esta "arma" é praticamente ideal.


Hefesto, deus do fogo e das forjas, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Sebastian Grey
acaba de ser reclamado

avatar
Sebastian Grey
Campista do Chalé Nº 9
Campista do Chalé Nº 9

Mensagens : 8
Data de inscrição : 06/02/2013
Idade : 20

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Annie McCartney em Sex Fev 08, 2013 3:21 pm

Acordei mais uma vez com a minha cara toda pintada de caneta, de varias cores, ao invés de brigar com os filhos de Hermes, ri com eles. Mas eu já estava cansada de não saber quem era meu pai, quem era minha raiz, a raiz de onde eu vim. Por isso, naquele instante de agonia, caminhei até os campos de morangos, onde dele peguei cinco morangos, não sabia se podia, por isso sai logo de lá indo em direção à fogueira, onde iria orar para o deus que mais se identificava Apolo. Chegando em frente da fogueira, joguei quatro morangos, e comi um, comecei a orar:
''- Ó pai, por favor, me reclame como tua filha, eu sei que sou tua filha por vários motivos, um dos motivos é que me elogiam, ou sei lá o que isso significa, sempre falam que sou uma menina iluminada, que quando chego perto das pessoas, passo um calor, calor fraternal, calor este que aquece o coração de todos. Outro motivo é que toda vez que me sinto fraca, me exponho ao sol, e sinto todas minhas energias inovadas, desde físicas até mentais. Amo tocar violão, e gostaria muito de aprender a tocar piano, minha mãe não me pode ver crescendo, então não tenho certeza de que é meu pai, se não for, peço que me perdoe'‘.
Fico olhando as chamas enquanto espero algum sinal de luz ou algo do gênero.
Spoiler:
Arco Médio [Comum][Bronze Celestial]
Aljava Pequena [0-20][Couro]
Flecha [Comum][Ouro][x15]

Apolo, deus do Sol, das previsões e dos arqueiros, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Annie Mccartney
acaba de ser reclamada



Última edição por Apolo em Dom Fev 10, 2013 8:34 pm, editado 3 vez(es) (Razão : Esqueci de colocar a arma escolhida)
avatar
Annie McCartney
Campista do Chalé Nº 7
Campista do Chalé Nº 7

Mensagens : 3
Data de inscrição : 03/02/2013
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-sangue

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Caleb Jerome em Sex Fev 08, 2013 8:22 pm

|| Sleep Everywhere ||


Observei o horizonte com os pensamentos distantes. Uma brisa leve acertou meu rosto em cheio, faendo meus cabelos lisos voarem com certa leveza. Respirei profundamente enquanto tentava encontrar um pouco de paz no ambiente barulhento e desorganizado que era o chalé de Hermes. Eu estava sentando de lado numa pequena janela do chalé, segurando as pernas com os dois braços, procurando algum conforto. Observie meu reflexo no espelho com calma, me analisando detalhadamente. Eu mantinha uma expressão preocupada no rosto, que ressaltava meu tom de pele pálido e olhos bem azuis. Meu cabelo liso e escuro caia um pouco acima das sombrancelhas, de forma a amenizar um pouco minha expressão. Eu usava uma camiseta branca suave, coberta com um agasalho xadrez azul claro, próximo a cor dos meus olhos. Acompanhando o blusão, eu vestia uma calça jeans um tanto mais escura juntamente com um all star. Eu estava tipicamente vestido para atividades do dia-a-dia, exceto matar monstros. Minha vida tinha sofrido uma reviravolta tão grande que eu mal podia acreditar que estava em um Acampamento para descendentes de deuses. Sim, deuses. Super seres que viviam na Grécia antiga, e aparentemente vivem hoje. Tudo o que eu queria fazer era dormir. Só de pensar em tal possibilidade, um resquício de sorriso transpassou meu rosto, mais rapidamente foi apagado pela perspectiva de eu nunca mais poder voltar para meu ambiente. Um leve pensamento tomou conta do meu cérebro. Meu quarto claramente arrumado, com lençóis em tons claros de azul, minha estante de mogno abarrotada de livros, a luz do sol entrando cálida pela janela... Tudo tão distante.

Fui trazido subitamente a realidade por um garoto, que se aproximou subitamente com um sorriso irônico no rosto. Conclui que o mesmo realmente era um filho de Hermes, e não mais um dos novatos, devido a suas feições élficas. Achei que o mesmo iria aprontar algo comigo, por isso fiquei alarmado, mais ele apenas parou a alguns passos de mim e disse em um tom de voz calmo e risonho:

Novato, é hora da fogueira. Vamos? - Ignorei o fato de ele ter me chamado de novato e apenas lhe lançei um olhar frio, pulando com calma do parapeito da janela e caindo em pé com um baque surdo no chão. Observei dois garotos tentando romper uma porta com alguns grampos, até o líder do chalé vim ralhar com eles. Revirei os olhos e fui pro final da fila, colocando a mão nos bolsos e jogando o capuz na cabeça. Andei calmamente em fila indiana, evitando olhar em volta. Caminhei com calma até sentir a diferença de terreno, que passou de macio para rígido. Levantei a cabeça e observie um aglomerado de pessoas, que iam se ajustando as mesas rapidamente, rindo e se divertindo. O líder do chalé de Hermes deu um berro para calar todos e nos indicou uma mesa cumprida, na qual me sentei na ponta, longe de todos. Um prato de porcelana vazio reluziu a minha frente, e logo deduzi que devia imaginar a comida. Pensei em uma porção bem apimentada de Chilli, acompanhada de Doritos. Rapidamente continuei a imaginar, passando a bebida. Cherry Coke estava de bom tamanho. Assim que terminei de concluir minha refeição e levantei minha mão para pegar um garfo, vi todos se levantando e se dirijindo a fogueira. Olhei atônito quando jogaram maior aprte da refeição na mesma, e rezavam com clareza. Suspirei, e conclui que devia ser uma prece aos deuses. Levantei e peguei minha tigela de Chilli (Incrivelmente deixou de ser prato e virou tigela para aglomerar o Chilli), caminhando com calma até a fogueira. Um cheiro delicioso impregnava o ar, como uma mistura de todas coisas suculentas do mundo. Respirei profundamente e me senti leve, como se estivesse pronto para dormir. Balançei a cabeça levemente para sair de meu transe e prossegui para a fogueira, ficando frente a mesma. Observei uma garotinha me olhando com doçura a um canto, com um olhar tão estranho que quase sai correndo. Era uma garota, mais com um olhar de MILHARES de anos, um olhar que provavelmente tinha visto até os dinossauros serem extintos. Assim que fitei aqueles olhos, soube o que tinha que fazer. Virei a tigela de Chilli calmamente na fogueira, de forma que metade da refeição foi embora. Fechei os olhos e rezei a apenas uma pessoa:

“ Minha vida sofreu uma reviravolta tão grande que nem sei como estou consciente. Eu creio que caso isso aconteca, muitas coisas estranhas que me atormentaram e ainda atormentam serão esclarecidas. Então eu suplico, ó Hipnos, Deus do Mundo dos Sonhos e do Sono, que me reclame como seu filho, pois eu sinto que você me completa, não como divindade, mais como pai. “

Abri os olhos com calma e respirei fundo, voltando apressado para a mesa e sentando-me atônito. Comi rapidamente o Chilli, sentindo meu corpo esquentar conforme a pimenta acalentava meu corpo. Terminei a tigela e bebi minha Cherry Coke com vontade, e assim observei o prato e o copo sumirem. O líder do chalé observou eu terminar e reuniu o chalé novamente, nos levando para o mesmo. Eu apenas estava ansioso para que algo acontecesse.

Arma Escolhida:


Bastão Longo [Comum][Bronze Celestial]

Hipnos, deus do sono, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Caleb Jerome
acaba de ser reclamado

avatar
Caleb Jerome
Campista do Chalé Nº 15
Campista do Chalé Nº 15

Mensagens : 2
Data de inscrição : 08/02/2013
Idade : 18
Localização : Qualquer lugar em que eu possa dormir.

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Lucie Starr em Sex Fev 08, 2013 9:22 pm

Era meu primeiro dia naquele acampamento, tudo estava confuso, desde a existência de deuses até no fato de eu me sentir bem com aquilo tudo, quando cheguei, o meu colega, que descobri ser um sátiro, me apresentou todo o acampamento, e foi passando de chalé em chalé, explicando as principais características dos filhos de cada deus, isso me ajudou a saber quem era meu pai, isso e mais uma coisa, o fato de minha mãe me dizer antes de me deixar aqui com meu colega que meu pai era o deus mais acolhedor de todos. Logo percebi de quem se tratava, Hermes. Na hora do jantar, ou seja lá como falam, passei perto da mesa dos filhos de Apolo, e roubei algumas frutas, uma maça e três caxos de uvas, pensei que seria melhor ofertar algo furtado, chegou a minha vez de ofertar algo, ofertei a maça e os caxos de uvas, orei:
- Hermes, sou tua filha, em muitos aspectos pareço com ti, não só o fato de eu ter agilidade para pegar algo que não é meu, mas tenho bom papo, amo me sentir livre, com o vento batendo em minha cara, enquanto eu corro sem rumo, mas simplesmente feliz. Livre e feliz. Por favor, me aceite como tua filha.
Logo escuto meus futuros irmãos reclamando para eu terminar logo, sento-me a mesa, e fico o crepitar da fogueira.


Spoiler:
Revólver [0/6][Comum][Bronze Celestial]
Projéteis [Comum][Bronze Celestial][x18]
Hermes, mensageiro dos deuses, deus dos viajantes e dos répteis, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Lucie Starr
acaba de ser reclamado

avatar
Lucie Starr
Campista do Chalé Nº 11
Campista do Chalé Nº 11

Mensagens : 2
Data de inscrição : 08/02/2013
Idade : 20
Localização : Acampamento

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Lucas Grave em Dom Fev 10, 2013 8:18 pm

Andava sozinho pelo acampamento aguardando o dia de ser reclamado por meu pai. Esse era meu objetivo, minha meta a ser alcançada desde quando descobri e entrei no acampamento Meio-Sangue. Como não tinha especificação de progenitor, não sabia realmente quem era meu pai, procurava distrair minha cabeça indo aos treinos de Arco-e-Flecha todas as tardes. Não arriscava em perder nenhuma aula, antes que Quíron ranca-se minha cabeça fora.

Na noite seguinte a mais um dia de treino com tal arma, fui a fogueira mais uma vez demonstrar reverência aos deuses, apesar de não mereceram. Estava com minhas vestimentas normais: calça jeans preta, sapa-tênis branco, camiseta branca coberta com uma jaqueta xadrez laranja/presta e usava um gorro marrom sobre minha cabeça para evitar o sereno da noite. Era um costume com o qual não me dava muito bem. Não fazia sentido algum desperdiçar um delicioso prato de comida jogando-as ao fogo. Nossa existência já deveria ser de bom grado aos deuses...
Jogo minha comida no fogo revirando os olhos pensando no sabor do peixe assado e inclino a cabeça.

"Senhor Apolo, espero que me aceite em seu chalé e em suas jornadas. Não sou cantor, nem artista nem nada do tipo, mas gosto e aprecio o arco-e-flecha. Não é nada de mais, mas seus filhos além de serem reconhecidos como artistas, são ótimos manuseadores de tal arma. Além do mais, gosto do calor que o sol emana nas manhãs de domingo e de suas ótimas melodias sinfônicas. Então, espero que possa me reclamar como seu devido filho, mesmo não sendo aquele guri que goste."

Termino minha oração com uma leve reverência levantando a cabeça e voltando para o chalé de Hermes... O último lugar em que queria estar no acampamento.


Presente:
Arco Médio [Comum][Bronze Celestial]
Aljava Pequena [0-20][Couro]
Flecha [Comum][Ouro][x15]
Arco e flecha são as principais armas destes campistas, que possuem mira e visão sem igual durante o dia.




Apolo, deus do Sol, das previsões e dos arqueiros, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Lucas Grave
acaba de ser reclamado

avatar
Lucas Grave
Campista do Chalé Nº 7
Campista do Chalé Nº 7

Mensagens : 25
Data de inscrição : 10/02/2013

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
120/120  (120/120)
Pontos de energia (MP):
120/120  (120/120)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Athor em Qua Fev 13, 2013 12:22 pm

Lá estava eu sentado na frente da fogueira pensando quem poderia ser meu pai divino , acho que eu estava ali pelo menos ha umas 3 horas, nesse tempo alguns filhos de Hermes vieram falar comigo, eles são bem gente boa sabe, mas eu tenho certeza que não sou filho de Hermes sabe não combina com minha personalidade, sabe os filhos de Hermes gostam de ficar mais atras preparando alguns truques, diferente de mim , eu gosto de um ataque bem forte , meu lema é "a melhor defesa é um ataque potente"
Sabe eu fui atras de todas as pessoas do acampamento para ver se eu me encaixava em algum grupo , no final fiquei em uma duvida cruel eu adorei a companhia dos filhos de Ares e de Hefesto , não sabia de quem eu era filho, porque eu adoro as forjas, mas adoro lutar com os filhos de Ares são os únicos que gostam de uma boa briga.
Então eu fiquei pensando e resolvi fazer uma oração a Ares senhor da Guerra :

"Ares se eu sou mesmo seu filho, por favor me reclame , mas para mostrar que sou digno de ser chamado de seu filho eu lhe peço uma missão teste, para mostrar há todos que eu sou um merecedor de ser seu filho, se puder me dar uma arma para ajudar nessa missão"
Spoiler:
Lança Longa [Comum][Bronze Celestial]
A arma preferida de qualquer combatente a curta distância. Filhos de Ares manuseiam lanças mais perfeitamente que qualquer outra arma.
gostaria de receber essa arma

Ares, deus da guerra sangrenta, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Athor
acaba de ser reclamado



Última edição por Athor em Qua Fev 13, 2013 4:20 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Athor
Campista do Chalé Nº 5
Campista do Chalé Nº 5

Mensagens : 13
Data de inscrição : 16/01/2013
Idade : 20
Localização : Minha casa '-'

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Elizabeth Marie em Qua Fev 13, 2013 3:03 pm

Eu tinha chegado ao acampamento a algumas horas, e estava alojada no chalé de Hermes. Ele era totalmente lotado, crianças correndo e gritando, uma completa desordem. Eu gostava de deixar minhas coisas arrumadas, e não gosto nem um pouco me mexam nas minhas coisas, e apenas cinco minutos depois de ser levado ao chalé de Hermes já tinha perdido meu batom vermelho cereja favorito.
Na hora do jantar, então todos fomos para o refeitório e nos sentamos na mesa do chalé 11. Tinham me tipo para orar para um deus, e lhe dar uma oferenda, então eu peguei alguns morangos bem vermelhos e levei até uma fogueira, onde outras crianças do chalé de Hermes estavam jogando suas oferendas.
Quando chegou minha vez eu fiz minha oração : " Olá, eu não sei muito bem como fazer isso, mas vou dar o meu melhor. Eu gostaria de saber quem é minha mãe, eu tenho uma leve suspeita de que você Afrodite, pois todos dizem que sou linda, e muito convincente, eu acho um exagero, mas sempre agradeço aos elogios, afinal elogios são sempre bem vindos. Por favor mãe, me reclame."
avatar
Elizabeth Marie
Indeterminado(a)
Indeterminado(a)

Mensagens : 1
Data de inscrição : 13/02/2013
Idade : 23
Localização : AMS

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Sky H. Winchester em Qui Fev 14, 2013 8:23 am

Como se o simples ato de fechar os olhos fosse impossível. Como se um simples sorriso aquecesse todo seu corpo. Como se não ter ninguém ali fosse um motivo de alegria. Pois parecia. Realmente parecia. A garotinha não se mecheu. Porque ela deveria interagir com as pessoas em um sonho? Ela se encaminhou, pisando forte, para a tal fogueira. Ainda não conseguia acreditar. Ainda não conseguia acreditar que er uma semideusa, que deuses existem. Assentou-se em um canto mais afastado, onde trombou com uma garota. De seus nove anos, ela sorria. Um vestido vermelho-fogo, simples. Um par de tênis laranjas. -Ah. Me desculpe. Não sabia que estava aqui. Pode ir, vou me sentar em outro lugar e...- murmurou, encarando outro canto. Ela sorriu. Um sorriso que a poderia aquecer em um frio dia de inverno. E a outra puxou a semideusa para se assentar ao seu lado. -Fique. Nunca ninguém se assenta comigo.- disse, mostrando o sorriso largo e quente. Sky suspirou. Pois então, era melhor que logo já voltasse para o chalé de Hermes. Desenvolver amizades realmente não era o que planejava para aquela noite. Assentou-se ao lado da mesma, encarando sem palavras o fogo. -O fogo é muito bonito.- comentou baixo, fechando os olhos. O sorriso da garotinha se alargou mais. Os cabelos ondulados pareciam até mesmo soltar fumaça. Sem perceber, Sky continuou a observar o fogo. E a garotinha soltou uma risada. A semideusa virou rapidamente seu rosto para ela. -Acho que semideuses são tão tristes quando não tem pai ou mãe.- justificou-se, colocando parte do cabelo nos ombros. -Pois você fala como se não fosse uma semideusa!- disse simplesmente, um tom de raiva na voz. E ela riu novamente. E aquele riso lhe dava tranquilidade. Tal como a esquentava absurdamente. A garotinha continuou assentada. -E não sou! Olhe, tome aqui. Não coma! E esse.-um cacho de uvas e um único morango vermelho estavam dentro de suas mãos suadas. -Porque então não simplesmente faz suas preces para sua mãe? Eu sei quem é.- de subito, sentiu-se levantando. Ela se encaminhou lentamente para a fogueira, parando no meio do caminho e observando a garotinha. -Pode me chamar de Sky. Obrigada.- correu ao seu encontro e lhe deu um beijo estalado na bochecha. -Pode me chamar de Héstia. E lembre-se: metade das oferendas vão para mim.-disse, acenando. E Sky se perguntou mentalmente se conseguiria fazer oferendas a dois deuses. Sorriu, por fim, e se dirigiu a fogueira. "Oi. Ahn...eu sou a Sky. Acabei de descobrir que sou uma semideusa, e que sou filha de um de vocês. jogou uma uva. Eu só quero dizer que acho que sei para quem vai essa oferenda. Me desculpem, quaisquer outro deus que desejasse que fosse para si. Mas...por favor, mãe. Eu sei que você está aí, tal como sei que está me escutando. Então me olhe nos olhos uma única vez...porque... jogou o resto das uvas, o morango rodando por entre os dedos. Você é minha mãe... partiu a fruta ao meio. E eu sou sua filha. Obrigada, Hécate, por me escutar. E gostaria que desse a metade desse morango para Héstia, tá bem? jogou as duas partes do morango no fogo. E voltou-se para seu lugar, fazendo uma simples reverencia a garotinha, que riu.

Spoiler:
Arma de Reclamação

Cajado Longo [Comum][Bronze Celestial]
Ampliar o poder mágico é uma ambição natural dos filhos de Hécate. O cajado é a arma adequada para realizar seus desejos



Hécate, deusa da magia, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Sky H. Winchester
acaba de ser reclamada

avatar
Sky H. Winchester
Campista do Chalé Nº 17
Campista do Chalé Nº 17

Mensagens : 1
Data de inscrição : 13/02/2013
Idade : 14
Localização : Acha que realmente vou me revelar aos monstros? Preste atenção, essa questão é a mais arriscada a qual se responder. Pois sempre vai haver alguém interessado na resposta.

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Aureus em Qui Fev 14, 2013 3:54 pm

Quíron escreveu:(...)

A forma como ela o(a) chamou de jovem o(a) fez tremer. A garota continuou:
- E esta fogueira tem um papel a desempenhar. Ela possui um elo muito poderoso com o Olimpo, a terra dos deuses. Converse com ela. Peça ajuda. Faça uma prece, criança indeterminada. É óbvio que será ouvida. Eu, Héstia, deusa da lareira e dos laços familiares, te garanto.
A revelação de que eu estava diante de uma divindiade encobriu todos as minhas dúvidas e meus receios. Eu já ouvira falar dela antes, em uma aula sobre os gregos e as suas crenças em alguma das dezenas de escolas em que estudei (não consigo lembrar com exatidão em qual delas).
Meu conhecimento da sua importância era insignificante, mas não pude deixar de me arrepiar com a ideia de estar cara a cara com uma das primeiras deusas, filha autêntica dos titãs. Tudo o que pude responder foi um "Tá bom..." engasgado e meio incoerente.
Virei-me abruptamente para fogueira, entrelacei os dedos e estiquei os braços para sentir o calor do fogo nas palmas das mãos.
Que loucura!, pensei.

Minha última semana foi difícil e, acredito eu, se eu não fosse um meio-sangue, teria me tornado um adolescente desmiolado e babão, abraçado pela loucura e insanidade.
Não, ninguém me fará relatar novamente tudo o que passei.
E também não quero falar da minha vida antes de ser trazido ao acampamento por Foren, um sátiro. Afinal, de que importa o passado se as coisas jamais serão as mesmas?
Devo eu pensar no futuro e é exatamente o que farei daqui para frente.

Deixei o meu corpo responder por mim. Pousei a mão direita no peito, onde sentia o meu coração palpitar apressadamente. Abaixei a cabeça, fechei os olhos e respeitei lentamente, aplacando todos os meus temores e trazendo paz para minha alma e meu corpo. Relaxado e com o espírito em calmaria, murmurei preces aos deuses (incluindo a presente ao meu lado), mas em especial ao deus Apolo, com quem eu me identificava imensamente pelos poemas e citações existentes na Ilíada, que o descrevem e relatam seus feitos:

"Sou deveras pequeno e insignificante para tomar qualquer parcela de tempo de tão importantes divindades. Contudo, deuses e deusas, preciso de um direcionamento; qualquer feixe de luz que me indique uma saída desta caverna escura e sufocante de dúvidas. Abandonei minha mãe e minha casa em consequência do que sou: um semideus. Talvez, e apenas talvez, creio eu que mereço saber minhas origens e saber quem de fato é meu progenitor. Quero conhecê-lo e entendê-lo, mas acima de tudo, quero orgulhá-lo. Me ajudem neste primeiro grande passo e garanto que nos demais eu jamais hesitarei. Serei um heroi forte e impetuoso, sempre devoto e grato às forças dos deuses."



Apolo, deus do Sol, das previsões e dos arqueiros, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Aureus
acaba de ser reclamado

avatar
Aureus
Campista do Chalé Nº 7
Campista do Chalé Nº 7

Mensagens : 2
Data de inscrição : 14/02/2013

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Jin Starrk em Dom Fev 17, 2013 3:29 am

A insônia chegou e Jin não teve nenhuma vontade de lutar contra ela. O rapaz chegou no acampamento um dia atrás e até agora sentia-se rejeitado. Ser um indefinido naquele lugar não era algo interessante, visto que os semideuses eram marcados por rótulos. O jovem Starrk sabia exatamente quem era seu pai, por isso sentia uma raiva sufocada dentro de si por ainda não ter recebido nenhuma mensagem, nenhum sinal de vida do seu Patrono. Ele levantou da cama, pondo sua espada na bainha presa a cintura e descendo as escadas para a área comum do chalé de Hermes. Mesmo naquela hora da manhã, ele poderia perceber vários semideuses andando de um lado para o outro, conversando entre si sobre as novidades tecnológicas do mundo contemporâneo, todavia Jin achava aquele tipo de conversa uma perda de tempo e muito rapidamente saiu porta afora.

A manifestação mágica mais interessante naquele momento era a ''Fogueira Mágica'' do acampamento onde suas chamas retratavam os sentimentos daqueles jovens ao seu redor. A leve impaciência do indefinido e também sua seriedade tornavam-o indiferente. As orbes azuis circundavam todo o local, ignorando a penumbra ao seu redor e especialmente o toque de recolher, ele fora avisado de que as Harpias tentariam comer-lhe a carne, mas aquilo não o fez hesitar momento algum de vasculhar qualquer lugar que fosse daquele vasto acampamento grego. Uma criança que permanecia perto da fogueira parecia brilhar, ela tinha uma energia diferente, uma energia mais concentrada e poderosa. Jin andou lentamente até ela e pela distância pode perceber o sorriso encantador da menina para o semideus, este não titubeou a retribuir seu doce gesto com um aceno de mão. A garotinha o convidou a se aninhar junto dela perto do calor da fogueira, o rapaz não recusou e antes que pudesse dizer alguma coisa, ela citou seu nome deixando o rapaz confuso e desconfiado. Ele não era muito de falar e por este motivo deixou a garotinha terminar o que tinha para dizer. A forma com que ela o tratava lembrava o rapaz de uma mulher de idade e utilizando da lógica analisou aquela menina como uma divindade, embora tal poderio mágico não intimidasse o garoto. A última frase motivou Starrk a fixar suas orbes marinhas nas labaredas vermelho-vinho, ele deixou um sorriso cínico escapar e piscou os olhos muito rapidamente antes de desvencilhar-se de tudo ao seu redor e deixar apenas sua consciência guiar sua mente.

'' Por que sou eu que preciso procurar você?! O quão estúpido és a ponto de não me dar nenhum sinal de vida por todos esses 16 anos? Mamãe sentiu sua falta, eu cuidei dela obrigado por perguntar. Eu senti ódio de você, Ares, ao saber da sua existência. Mas não o culpo por isso, apenas o culpo por ter sido um idiota. Mesmo odiando você, eu sei que sempre esteve me vigiando... Tenho orgulho de ser filho do Deus da Guerra, embora eu seja pacífico. Não tenho oferenda alguma para te dar, mas como você não me deu meus dezesseis presentes de aniversário, o mínimo que poderia me dar seria sua benção Pai. Apenas isso. '' O rapaz balançou a cabeça um pouco confuso com o que aconteceu, pensar tanto o deixou tonto e ao olhar para baixo, percebeu que sua canhota estava repousada ao punho da espada e por fim largou a mesma no instante seguinte. Voltou seu olhar para a Deusa desconhecida e pegou-a sorrindo mais uma vez para ele, Jin abriu um sorriso largo para a garotinha, respirou fundo e saiu andando voltando para o chalé de Hermes. Starrk esperava que aquela confissão mental fizesse alguma diferença em sua vida, caso contrário ia ter que passar mais alguns dias junto aos filhos imprestáveis do Deus Ladrão.



Presente requerido:

  • Espada Longa [Comum][Bronze Celestial]
    Uma espada pesada, porém poderosa. Nas mãos de um guerreiro nato como são os filhos de Ares, a espada pode vir bem a calhar.


Ares, deus da guerra sangrenta, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Jin Starrk
acaba de ser reclamado

avatar
Jin Starrk
Campista do Chalé Nº 5
Campista do Chalé Nº 5

Mensagens : 3
Data de inscrição : 16/02/2013

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Atalanta Black em Dom Fev 17, 2013 4:29 pm

Era o terceiro dia de Atalanta no acampamento, 3 dias de intensas mudanças e indecisões sobre sua própria identidade. Descobrira que era uma semideusa,porém não sabia de quem era filha, fazendo com que mais e mais perguntas ecoassem em sua cabeça, tirando-lhe o sono.
Tentou lembrar o que sabia sobre dos deuses gregos e suas características para ver se alguma coisa se encaixava, não queria ir até a fogueira sem saber à quem devia orar.
Foi quando um nome veio-lhe a mente, então, com uma certeza e convicção crescendo dentro de si correu para a fogueira. Chegando lá, fechou os olhos e fez uma oração baixa :

Nêmesis, deusa da justiça , equilíbrio e vingança, por favor me reclame como sua filha, sempre procurei o caminho da justiça, mas nunca me esqueço das coisas que fazem comigo...sei que tudo na vida tem um preço a ser pago e quero ser reconhecida como sua filha, não importa o preço. Sempre senti sua falta e o peso da ausência de uma mãe, não sei se isso é justo ou merecido mas agora que sei quem você é peço que reconheça aquilo que eu sou.

Ela abre os olhos lentamente após terminar seu pedido, então ergue os olhos para o céu, a espera de uma resposta.

Presente de reclamação :
Espada Longa [Comum][Bronze Celestial]



Nêmesis, deusa da vingança e do equilíbrio divino, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Atalanta Black
acaba de ser reclamado

avatar
Atalanta Black
Campista do Chalé Nº 16
Campista do Chalé Nº 16

Mensagens : 8
Data de inscrição : 08/02/2013

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Thalia Grace em Dom Fev 17, 2013 6:59 pm

Eu sou uma menina que estava sentada em uma cadeira.Derepente me veio em mente uma pergunta que nunca havia sido respondida.Quem seria meu pai?
Se alguma vez alguém me contou,esqueci,esqueci de tudo,do meu passado dos meus sonhos...Minha memória foi apagada....
Mais agora eu volto a me perguntar o que adianta estar no AMS,se não sei meus dons,minhas habilidades....
Então me pus a rezar para os Deuses:
'Porque pareço ser uma das únicas sem pai?Porque sou a única?'
Então uma voz horripilante e assustadora,admito,falou:
'Você é filha de Ares'
Então por um Segundo minha mente lembrou-se de tudo.
'Ares?Meu pai?Então porque nunca apareceu para mim?Porque nunca me procurou,nem quis saber de mim....Por todos esses anos pensei que não tivesse pai!Só o que quero...É que me reconheça...Como sua filha....'[
Após acabar de rezar,eu senti algo congelante em meu peito,como se todos meus problemas estivessem resolvidos.Mais eu nem imaginava que eles mal haviam começado...

Ares, deus da guerra sangrenta, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Thalia Grace
acaba de ser reclamado

avatar
Thalia Grace
Campista do Chalé Nº 5
Campista do Chalé Nº 5

Mensagens : 7
Data de inscrição : 17/02/2013

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Lucas honorchild em Ter Fev 19, 2013 1:22 pm

já era a noite.eu, ha muito tempo no chalé de hermes,me revirava na cama sem sono. em meu peito pendia uma engrenagem de ouro, um pingente que ganhei da minha mãe, quando completei dez anos. Este havia sido meu amuleto desde então, sempre que me sentia desconfortavel, sem rumo, ou com medo segurava-o e me concentrava em casa. Mas agora aqui é minha casa, e eu teria de aprender a viver aqui. Finalmente tentei refletir quem era meu pai... mas talvez eu já soubesse... sempre gostei de máquinas, me dei bem com elas. talvez meu pai fosse Hefesto, isso faria muito sentido. foi então que fechei os olhos, apertei minha engrenagem e rezei:




Hefesto, se for meu pai, por favor me guie. me reclame como seu filho, eu imploro. juro lhe fazer orgulhoso.estou cansado de não saber quem sou, e estou determinado a dar sempre meu melhor.

Presente : martelo[Comum][ouro imperial]


Última edição por Lucas honorchild em Qui Mar 14, 2013 7:08 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Lucas honorchild
Indeterminado(a)
Indeterminado(a)

Mensagens : 1
Data de inscrição : 17/02/2013
Idade : 21
Localização : olimpo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Jimmy D. Croush em Ter Fev 19, 2013 5:16 pm

Não fazia muito tempo em que eu estava no chalé nº11, acordei cedo antes dos outros campistas, eu estava em um canto dividindo um colchão de ar com outro novato, fique examinando aquela cena,vários meninos e meninas amontoados sem se preocupar com nada, a verdade é que eu temia ser um filho de Hermes, não queria fazer parte daquelas crianças.

Eu aproveitara o tempo antes das atividades diárias para ir a biblioteca e me informar mais sobre todo aquele mundo novo, o resto do dia foi como todos os outros, limpei os estábulos dos pegasus, poli algumas espadas e voltei correndo para o chalé, era dia de vistoria das harpias da limpeza então bolei um plano para que todo o chalé parece-se menos bagunçado possível. Como todos os dias acordei cedo e fui correndo a biblioteca, cada nova informação era muito valiosa pra min, estava estudando a historia da cidade de Atenas, fiquei maravilhado com os feitos da Deusa, não entendia muito bem o porque mas me senti como se uma nova brasa fosse colocada as outras que estavam se apagando e o fogo se reascendeu vividamente.

Esperei ansiosamente pelo jantar, com base em alguns pensamentos que me decorreram durante o dia, eu tinha certeza de quem era o meu pai celestial, tinha a impressão de que ele só estive-se esperando eu descobrir quem ele era para me reclamar.

Não liguei muito para o estado do meu chalé, esperava em breve sair dali; quando chegou a hora do jantar me sentei na mesa de Hermes e logo o meu prato se encheu: um grande rosbife batatas fritas e purê de aipim, esperava freneticamente pela minha chegada a fogueira, meu sangue fervia intensamente quase saltando das minhas veias, quando cheguei em frente a fogueira respirei fundo e dispensei quase todas a minha comida, menos as batatas, a fogueira pareceu aumentar cheguei mais perto e comecei minha oração:

- Eu sei quem você é, agora eu entendo tudo, meu meu se esvaiu, meus temores abandonaram o meu corpo, minha preocupações agora são mais simples do que algum dia já foram, parece que o munto se abriu a minha visão, eu prometo ser seu filho mais honrado e os únicos frutos que ganhará de min min é o orgulho e a alegria. Entrego a minha vida em teus caminhos, Atena, Mãe.

Atena, deusa da sabedoria e da guerra estratégica, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Jimmy D. Croush
acaba de ser reclamado


Jimmy D. Croush
Campista do Chalé Nº 6
Campista do Chalé Nº 6

Mensagens : 1
Data de inscrição : 10/12/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por John Village Zimer em Dom Mar 03, 2013 8:58 am

Chamas crepitavam em um tom alaranjado comunal, sinal que a alegria transpassava o local. A maioria dos campistas ainda estava sem seus chalés, arrumando-se para o jantar, no entanto, John e boa parte do chalé de Hermes bagunçavam o ambiente. Boa quantia das proles do roubo estavam quietas, com olhares maldosos como se estivessem tramando algo e o resto dançava, pulava e pregava peças um nos outros. John Village Zimer ainda era um indefinido, todavia, tinha traços formados do seu progenitor; era esbelto, de bronzeado tipicamente belo; boa pontaria; e amava o dia.

A trompeta soou, alertando-os o começo do jantar. Quíron, o centauro - um homem de barba rala, cabelo desgrenhado, olhos milenares e com parte inferior do corpo formando um garanhão branco -, estava em sua cadeira de rodas mágica. Ao lado dele, o mais importante ser do acampamento, Sr. D - um velho deus com um rosto infantil, nariz choroso e roupas com estampas de tigre, de veraneio - observava os campistas calmamente, rodeado de sátiros - seres híbridos de bode e humanos, via-se calmamente chifres emergindo de seus cabelos cacheados e os cascos logo depois de uma perna peluda.

— Caros campistas, provavelmente devem desculpar-me pelo acidente nos treinos de hoje. — olhou exatamente para Johnes ao proferir as palavras. Executou um sorriso cômico e voltou a atenção a todos. — Venho informar, igualmente, que teremos mais atividades nestes próximos dias. Bom apetite! — gritou; a cerimônia acabou.

O garoto analisou seu prato vagarosamente enquanto irrompia macarrão magicamente, rodeado de almôndegas, recheadas com um molho saboroso e gorduroso. Porém, não comeu. Levantou-se calmamente, andando com a mesma serenidade até a fogueira com seu prato na mão, derramou duas almôndegas - as mais deliciosas - e a parte mais voluptuosa do macarrão, entregando-as ao fogo, com um odor confortável subindo as narinas - deveria apenas parecer cheiro de queimado. Concentrou-se, olhando para os céus e logo após no fogo; não soube dizer se o que via no fogo era verdade ou mentira; o reflexo de uma garota sentada estava presente nas chamas.

— Apolo... Eu não sei o que dizer para você. Nunca soube o que dizer para um pai e nunca quis dizer algo para uma pessoa que me abandonou. — trincou os dentes por estantes, mas voltar a declamar. — Mas não há voltas, eu sei que sou o seu filho - posso ver em mim mesmo; sei tudo o que quis falar. A falta que me fez quando pequeno, pode recompensar agora. Tratarei-o com felicidade, enquanto me acolher, e entregarei todas minhas honras, as batalhas e minha vida, ao senhor. Perante a isso, digo que vos amo... Pai. — estranhou estar falando com a fogueira, mas de algum modo, sabia que sua oração chegaria ao ser - ao seu pai.

Voltou para mesa com olhares para seu prato, deliciando-se com o macarrão e o adorno das bolas carnudas. Lambeu os lábios, sentou e verificou, nos primeiros segundos, a bebida; um suco de uva ligeiramente delicioso, como o resto; acabando a observação, comeu.

Presente:
Arco Médio [Comum][Bronze Celestial]
Aljava Pequena [0-20][Couro]
Flecha [Comum][Ouro][x15]



Apolo, deus do Sol, das previsões e dos arqueiros, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

John Village Zimer
acaba de ser reclamado

avatar
John Village Zimer
Campista do Chalé Nº 7
Campista do Chalé Nº 7

Mensagens : 5
Data de inscrição : 26/07/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por jacksparow em Qua Mar 06, 2013 7:08 pm

Lá estava eu sentado ao amanhecer olhando o sol e trinando minha mira no arco e flecha e pensando tenho que melhorar.Depois do almoço fui deitar no meu beliche e conversando com meu amigo Jone que também e indeterminado,eu tinha certeza que ele era filho de Hefesto ele fica nas forjas do acampamento fazendo espadas e escudos com os filhos de Hefesto.Quando chegou a noite estava na hora do jantar eu comi meu tradicional churrasco com pizza e copos de coca cola guardei um pedaço da carne do churrasco para jogar na fogueira.Tive que espera ate chegar a hora do chale 11,antes de de mim estava Jone ele tinha guardado um pedaço de pizza,na minha vez eu respirai bem fundo e comecei a orar.

pai Apolo Deus do sol,deus arqueiro peço que por favor me reclame e eu prometo que sempre vou honrar o teu nome.Por favor me aceite.

Presente:Arco Médio [Comum][Bronze Celestial]




Apolo, deus do Sol, das previsões e dos arqueiros, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

jacksparow
acaba de ser reclamado



Última edição por jacksparow em Sex Mar 08, 2013 6:22 pm, editado 8 vez(es)
avatar
jacksparow
Campista do Chalé Nº 7
Campista do Chalé Nº 7

Mensagens : 1
Data de inscrição : 06/03/2013
Idade : 17
Localização : Salvador

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Jake T. Austin em Qui Mar 07, 2013 5:59 pm

Eu estava desesperadamente suplicando a meu pai para que me reclamasse
rapidamente, e me livrasse daqueles bagunceiros proles de Hermes. Não havia
algo que, se deixasse a mostra, fosse poupado. Minha cama estava desarrumada, bagunçada, como
se estivesse sendo confiscada e sofresse uma revisão geral. Cobertor no chão, lençóis
desarrumados, mochila aberta. Será que passara um furacão no chalé? Não, eram
só alguns baderneiros proles de Hermes. Eu tentara fazer alguma coisa para sair
dali, e ir para algum chalé mais calmo. Eu passei o dia sentado na cama, pensando
em algo que me aproximasse dos meus pais. Demorei minutos para me lembrar, mas
podia me comunicar via Héstia, na fogueira! Era só uma questão de tempo para chegar
o pôr-do-sol e eu ir me comunicar com meu pai.



Eu havia dormido a tarde inteira, esperando o Sol se pôr. Ajustei meu
despertador para 17:30, e tirei um longo tempo de descanso. Meu despertador
resolveu tirar um cochilo também, porque acordei normalmente, as 17:45. Eu me
levantei e me troquei, já correndo para a fogueira. Lá, eu abaixei a cabeça e
rezei em meus pensamentos.



- Olá, pai. Por que? Por que não me mandou um sinal, qualquer coisa que
me deixasse são de que eu fosse teu filho tudo. Ultimamente, me roubaram um
pingente que eu guardara no bolso minúsculo da mochila. Sei que não poderia me
reclamar antes, mas... pelo menos, um sinal! Agora, estou aqui, suplicando que
me reclame, quero logo sair do Chalé 11. Por favor, pai Apolo. – disse, com
ênfase no pai. – Me reclame e logo provarei que ser teu filho é uma grande
honra!



Disse tais palavras, e percebi o calor da fogueira fazendo meu rosto
suar, logo me virei e me retirei, satisfeito por já ter feito minha oração ao
pai.


Spoiler:
Arco Médio [Comum][Bronze Celestial]
Aljava Pequena [0-20][Couro]
Flecha [Comum][Ouro][x15]



Apolo, deus do Sol, das previsões e dos arqueiros, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Jake T. Austin
acaba de ser reclamado


Jake T. Austin
Campista do Chalé Nº 7
Campista do Chalé Nº 7

Mensagens : 1
Data de inscrição : 07/03/2013

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Selline Soul em Dom Mar 10, 2013 1:46 pm


Z



Diante do Fogo


"A verdade esta diante de teus olhos, só você que não quer ver"




Tudo calmo, nenhuma voz ecoava pelo chalé de Hermes, nenhuma alma presente além da pobre e bela Selline que se encontrava encolhida em sua cama improvisada ao chão do chalé, a jovem se sentia desprotegida só de se lembrar que são tinha a menor ideia de quem seria sua verdadeiro pai que aliás a cada dia que se passava ficava mais difícil de descobrir quem era e começava a ficar triste pois passava a maior parte do tempo presa no chalé de Hermes dormindo sem nada para fazer e se ao menos pudesse sair para batalhar em nome de seu pai.
A jovem se levantou e foi até a fogueira, a mesma carregava junto de sim uma maravilhosa pena negra de pégasos que lhe acompanhará desde o primeiro dia em que pisou os pés no acampamento. Sell aproximou da fogueira com a pena em mãos fechou os olhos com força e pediu com todas as forças que orasse para o deus certo pois já estava ficando mais do que agoniada por não saber responder para os outros de quem era filha, a jovem dicou de joelhos, fechou os olhos e recitou em um tom de voz baixo:

"Hipnos, Deus do sono e pai dos Orneiros. Em um estado de paz nos Elísios, me reclame como sua filha. O sono e a coragem eu despertei do senhor, que sempre esteve ao meu lado, me protegendo e me fazendo superar os meus desafios. ZZZZZZ.... Anh? Continuando. E o senhor, grande em seu nome e força, me reclame como sua filha, e me permita lutar nesse mundo contra aqueles que perturbarem seu sono sagrado, e ameace o senhor.
Sei que eu posso, e sei que o senhor me ama como ama seus filhos, e eu peço que me reclame como sua filha."

A pobre jovem suspirou e se afastou lançando a pena ao fogo em quanto caminhava de cabeça baixa para um local longe e tranquilo para descansar.

Presente escolhido:
Bastão Longo [Comum][Bronze Celestial]
Quer colocar um monstro para dormir no Tártaro? Uma paulada na cabeça com esse bastão é tudo o que ele vai precisar.





Post: 001 Clothes: url here Lyrics: Name here Notes: here baby, here
Thanks, Selline @



Hipnos, deus do sono, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Selline Soul
acaba de ser reclamado

avatar
Selline Soul
Campista do Chalé Nº 15
Campista do Chalé Nº 15

Mensagens : 12
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Vincent L. Stroyler em Dom Mar 10, 2013 4:02 pm

"Bom meu dia não começou nada bom acabo de descobrir que sou uma espécie de semideus ja ouvi falar neles na escola mais nunca pensei que eles fossem reais e muito menos que EU,um garoto problemático e anti-social fosse ser um semideus,mas fazer o que né? Ui! "

Sou bem recebido no acampamento que chamavam de "Acampamento Meio-Sangue" um lugar para Mutantes quero dizer semideus tava pensando em outro lugar Computer Stare ,enfim semideuses treinar e sabe "sobreviver " dos monstros e tal,mais quando eu estava entrando no acampamento uma menina que aparentava ter de 8 a 9 anos me chama pelo meu nome, a principio estranho e me pergunto - "como ela pode saber meu nome ?" - mais ai ela fala da fogueira e ligação e blá bla´bla´blá ,enfim eu tenho que orar para a fogueira para minha mãe e assim ser reclamado.

então abaixo minha cabeça e começo a Rezar:
Alô? Tem Alguem na Linha? mãe sem que não conversamos desde de que tinha 3 anos mais espero que me reconheça sou eu seu filho,e ao invés de pedir dinheiro ou uma pensão alimenticia mais só estou pedindo um reconhecimento é tudo o que eu te peço é pedir demais?....

Presente de reclamação:
Bastão Longo [Comum][Bronze Celestial]




Hécate, deusa da magia, ouviu suas preces e atendeu ao seu chamado.

Vincent L. Stroyler
acaba de ser reclamado

avatar
Vincent L. Stroyler
Campista do Chalé Nº 17
Campista do Chalé Nº 17

Mensagens : 1
Data de inscrição : 06/03/2013

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Jason L. Parker em Dom Mar 10, 2013 4:52 pm




A Reclamação


Gritos e risadas eram ouvidas por mim no chalé de Hermes, para meus desgosto o pessoal do local tinha uma enorme hiper atividade. Mesmo eu sendo portador de deficit de atenção eu aprendi a me controlar, conseguia me manter sempre frio e calmo. Mas tudo o que ocorreu comigo nos últimos dias, me deixou realmente abalado.

Enquanto pensava seriamente naquela história que aviam me contado sore os deuses estarem vivos nem percebi o tempo passar, somente acordei em mim quando um estranho garoto me chamou para dar um passeio pelo acampamento, dizendo que iria me ajudar a entender.

Depois de breves cinco minutos de caminhada ele teve que sair, disse que iria inspecionar o chalé de Hermes. Não me incomodei, precisava ficar sozinho um pouco. Caminhei até estar ao lado de uma enorme fogueira, eu a olhava curiosamente, o fogo que ali estava me acalmava, mas o estranho era que isso não devia acontecer, ainda mais depois do que aconteceu a sua mãe... De repente avistei uma garota de cerca de oito anos olhando a fogueira, suava um simples vestido marrom, então, surpreendendo a mim, falou:


- Junte-se a mim, temos que conversar. - Por um motivo que ainda não sabia aceitei o convite e me sentei ao lado da criança.

- Bem, Jason L. Parker sei que não deve ser fácil estar aqui e vivenciar toda essa confusão de pensamentos. Mas jovem, este é o seu lar. Nós - ela indicou os chalés ao redor - somos sua família. - Como ela sabe meu nome? Pensei, mas decidi não interferir nas palavras delas. - E esta fogueira tem um papel a desempenhar. Ela possui um elo muito poderoso com o Olimpo, a terra dos deuses. Converse com ela. Peça ajuda. Faça uma prece, criança indeterminada. É óbvio que será ouvida. Eu, Héstia, deusa da lareira e dos laços familiares, te garanto.

- Ahn... Olá Tânatos, eu prefiro te chamar assim, pois eu te odeio. Mas mesmo assim estou lhe pedindo que me reclame formalmente, que me de o que eu mereço, que em vez de me esquecer cuide de mim, e eu talvez possa mudar minha opinião sobre você, mas ainda acho que não vai entender, como entenderia? Nem ao menos tem um coração. - Dei uma leve tchau para a deusa e comecei a caminhar e direção ao chalé de Hermes.




avatar
Jason L. Parker
Indeterminado(a)
Indeterminado(a)

Mensagens : 1
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Encontro com hestia

Mensagem por Derquion em Sab Mar 16, 2013 8:14 pm

Era uma noite calma, serena, estava com leves ventos decidi fazer uma oraçao para hipnos me aprocimei da fogueira e disse: Lord hipnos, tenho que te pedir que me reclame como seu filho, desde que descobri ser um meio-sangue, tenho certeza que sou seu filho, pelo simple fato de ter muitas abilidades com o sono mais isso nao vem ao caso. E que vim pedir para me reclamar, nao sei como te pedir mas isso, é sincero e unico vei exclusivamente de min.
Como presente de reclamaçao quero um arco e flechas e tbm uma flauta magica e um escudo de bronze selestial.


Última edição por Derquion em Dom Mar 17, 2013 1:20 pm, editado 2 vez(es)

Derquion
Indeterminado(a)
Indeterminado(a)

Mensagens : 3
Data de inscrição : 16/03/2013

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Encontro com hestia

Mensagem por Derquion em Sab Mar 16, 2013 8:15 pm

Eu me aproximei da fogueira, eu sentia uma mistura de sono e coragem, era sempre assim, então fechei os olhos e sussurrei:
"Hipnos, Deus do sono e pai dos Orneiros. Em um estado de paz nos Elísios, me reclame como seu filho. O sono e a coragem eu despertei do senhor, que sempre esteve ao meu lado, me protegendo e me fazendo superar os meus desafios. ZZZZZZ.... Anh? Continuando. E o senhor, grande em seu nome e força, me reclame como sua filha, e me permita lutar nesse mundo contra aqueles que perturbarem seu sono sagrado, e ameace o senhor."
Em seguida olhei para o fogo crepitando e disse:
"Sei que eu posso, e sei que o senhor me ama como ama seus filhos, e eu peço que me reclame como seu filho."
Fico ali esperando algum sinal.

Derquion
Indeterminado(a)
Indeterminado(a)

Mensagens : 3
Data de inscrição : 16/03/2013

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Selline Soul em Dom Mar 17, 2013 9:57 am

Derquion escreveu:Eu me aproximei da fogueira, eu sentia uma mistura de sono e coragem, era sempre assim, então fechei os olhos e sussurrei:
"Hipnos, Deus do sono e pai dos Orneiros. Em um estado de paz nos Elísios, me reclame como seu filho. O sono e a coragem eu despertei do senhor, que sempre esteve ao meu lado, me protegendo e me fazendo superar os meus desafios. ZZZZZZ.... Anh? Continuando. E o senhor, grande em seu nome e força, me reclame como sua filha, e me permita lutar nesse mundo contra aqueles que perturbarem seu sono sagrado, e ameace o senhor."
Em seguida olhei para o fogo crepitando e disse:
"Sei que eu posso, e sei que o senhor me ama como ama seus filhos, e eu peço que me reclame como seu filho."
Fico ali esperando algum sinal.

Oi querido...toma vergonha na cara e crie sua própria oração e para de copiar a dos outros....e se for copiar revise para ver se não esta escrito o nome de quem escreveu ou se esta MENINA e não menino u.u
avatar
Selline Soul
Campista do Chalé Nº 15
Campista do Chalé Nº 15

Mensagens : 12
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Zuckin Flasher em Ter Mar 19, 2013 5:53 pm

Minha vida já era suficientemente ruim até a parte que conheci o chalé de Hermes. Ah, claro. Sim, era definitivamente ruim. A única coisa que eu queria era meu tênis Nike de volta. Não, não perdi. Foi roubado. Por quem? Ah, pelo que me falaram, já estava claro que era algum filho de Hermes sem nada para fazer. Então eu resolvi dar um fim naquilo.

Me dirigi a fogueira. Em plena luz do dia. Sim, isso era estranho, mas eu não suportava mais perder minhas coisas. Eu me ajoelhei frente à fogueira, e falei em minha mente:

- Sei que não foi fácil me guiar até aqui. Eu sei que não teria chegado aqui sem a sua ajuda, mãe. Mas por favor, me mostre que o que você fez por mim valeu a pena. Eu preciso lhe provar que eu mereci a sua ajuda no passado. Me reclame,e mostrarei do que sou capaz... Nêmesis. - então peguei uma fatia de pizza que eu havia comido no refeitório (justamente enquanto estava lá meus tênis foram roubados) e atirei à fogueira, como um presente.
avatar
Zuckin Flasher
Indeterminado(a)
Indeterminado(a)

Mensagens : 1
Data de inscrição : 19/03/2013
Idade : 18
Localização : Combatendo monstros em algum lugar por aí.

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reclamação: um encontro com Héstia

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum