Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Hécate em Seg Jan 28, 2013 1:22 pm

Os quatro semideuses acordaram com uma dor de cabeça daquelas. Olharam em volta, e o cenário que encontram é ainda mais perturbador.
Eles estavam em uma das ruas de Los Angeles, caídos uns sobre os outros. Levantam-se depressa, batendo um estranho pó acinzentado que parecia cobri-lhes as roupas e cabelos. A cidade parecia estranhamente quieta. Em dias normal, as ruas estariam apinhadas de turistas em férias e locais atrasados para os seus compromissos, mas agora ela estava em uma estranha e suspeita calmaria. Não havia ninguém na rua além deles. Um camaro amarelo estava estacionado no meio-fio, a dois metros de distância deles.


Spoiler:

Ordem de título. Entrem em um consenso sobre o que fazer em seguida


Última edição por Hécate em Ter Jan 29, 2013 10:36 am, editado 1 vez(es)



All magic comes with a price.
avatar
Hécate
Deusa da Magia
Deusa da Magia

Mensagens : 112
Data de inscrição : 13/05/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Louise Bloodwine em Seg Jan 28, 2013 1:41 pm

Acordo como se estivesse na pior ressaca da minha vida. O problema é que eu não tenho ressacas, então aquilo realmente estava me incomodando. Olho ao meu redor e vejo outros campistas. Dois conselheiros e um filho de Hefesto que era um ótimo forjador. Levanto-me, espanando o pó cinza com uma expressão dolorida. Perto do meio fio havia um Camaro e eu reconhecia aquelas ruas.

-Estamos em Los Angeles. – falo com espanto – Eu costumava vir aqui quando era menor, fazer audições e tal... Onde está todo mundo?

As ruas costumavam ser bem movimentadas... Cheias de pessoas e vida. Havia algo errado ali, até mesmo o clima me pareceu errado. Ando em direção ao Camaro, já sou semideusa a tempo o suficiente para saber reconhecer um presente quando o vejo. Abro a porta e checo se as chaves estão na ignição, porta luvas ou no para-sol. Se estiver, falo para os garotos entrando no carro.

-Vamos dar uma volta. – e dou partida no carro.
avatar
Louise Bloodwine
Conselheiro(a) do Chalé Nº 12
Conselheiro(a) do Chalé Nº 12

Mensagens : 23
Data de inscrição : 24/12/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
104/104  (104/104)
Pontos de energia (MP):
106/106  (106/106)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Let em Seg Jan 28, 2013 1:53 pm

Abro os olhos, sonolento. Sentia-me como um filho de Hipnos; Queria simplesmente rolar em meio Àquelas pessoas e dormir eternamente. Não, pera...
Levanto-me de um salto, olhando alarmado ao redor. Vejo minhas vestes encobertas por uma camada de... cinzas? pó? Não faz diferença. Espanei-a para fora de mim com algumas batidas das mãos, enquanto observava os outros semideuses que se levantavam ao redor. Louise fora a primeira a se levantar, e já estava livre do incômodo pó cinzento.
Ouço suas palavras, e ergo uma sobrancelha. Só agora me dava conta da tranquilidade do lugar. Los Angeles era sempre tão barulhenta quando Manhattan; Duas cidades que nunca param.

Vejo a filha de Dionisio mexendo com o carro, e dou um sorriso torto. Estariam os deuses brincando com a gente?
Sigo-a, tranquilo em perceber que meus equipamentos me acompanhavam, e sento-me no banco do carona caso ela consiga abrir o carro. cutuco o nariz algumas vezes.


avatar
Let
Conselheiro(a) do Chalé Nº 6
Conselheiro(a) do Chalé Nº 6

Mensagens : 52
Data de inscrição : 22/07/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
106/106  (106/106)
Pontos de energia (MP):
104/104  (104/104)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Roran em Seg Jan 28, 2013 1:59 pm

Rolo no chão, ficando de barriga para baixo, e ponho-me em pé na sequencia. Meu sono havia sido interrompido por uma incômoda dor de cabeça, e por movimentos de semideuses alheios. Benditos sejam...
Olho ao redor, percebendo, finalmente, que não estava em meu chalé. Nem ao menos no Acampamento. Eu estava em...
Los angeles, ouvi Louise dizer. Fico meio apreensivo, pois devia uma Magnum à garota, e seria péssimo se ela decidisse cobrar-me agora.
Hm... A questão é; O que nós estamos fazendo aqui?

Observo a filha de Dionísio ir até um camaro próximo, e corro de encontro ao carro. Oh, gods... O design, o motor... Realmente um carro impressionante; porém enjoativo. Ainda achava um Picanto mais atraente. Enquanto alisava a pintura, vi minha mão coberta de fuligem — ou algo semelhante. Dei-me conta de que estava todo naquele estado, e apressei-me a me limpar.

Fico olhando para o céu, prédios e avenidas ao redor enquanto Louise trabalha com o carro. Caso ela abra, eu entro e aconchego-me num canto.
avatar
Roran
Campista do Chalé Nº 9
Campista do Chalé Nº 9

Mensagens : 23
Data de inscrição : 21/01/2013

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Hécate em Seg Jan 28, 2013 2:06 pm

Louise abre o carro sem dificuldades. Quem quer que fosse o dono daquela belezinha, não era lá muito cuidadoso; o carro estava destrancado. Para o azar dos semideuses, no entanto, a chave não estava em lugar nenhum à vista.
A filha de Dionísio deu um soco na buzina, frustrada, lançando um alto e irritante som, que retumbou por toda a rua deserta.
Se soubesse o que viria a seguir, não teria feito aquilo.



All magic comes with a price.
avatar
Hécate
Deusa da Magia
Deusa da Magia

Mensagens : 112
Data de inscrição : 13/05/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Louise Bloodwine em Seg Jan 28, 2013 7:10 pm

Sento no carro, desapontada, realmente achei que poderia haver qualquer coisa ali. Olho a alavanca que abriria o porta-malas e a puxo, indo verificar seu conteúdo em uma última tentativa de que o carro fosse útil. Após isso, respiro fundo, olhando para meus companheiros.

-Dar uma volta a pé? – pergunto desanimada.

Vou dar uma volta pela cidade, junto dos outros.
avatar
Louise Bloodwine
Conselheiro(a) do Chalé Nº 12
Conselheiro(a) do Chalé Nº 12

Mensagens : 23
Data de inscrição : 24/12/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
104/104  (104/104)
Pontos de energia (MP):
106/106  (106/106)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Let em Seg Jan 28, 2013 8:02 pm

Lanço um olhar de censura a Luna. Odiava tudo o que era barulhento. Além de incômodo era demasiado chamativo. E poderíamos acabar chamando a atenção de quem não queríamos.
Vejo a garota fazendo menção de sair do carro, e seguro seu braço, ainda sem dizer nada. Lanço um olhar significativo para Roran, seguido de um sorriso divertido. Era sempre bom carregar um filho de Hefesto por aí. Vai que você precisa forçar um Camaro roubado a funcionar, né. Nunca se sabe.
Aguardo sentado enquanto olho ao redor, pelos vidros, pensando no que poderia estar acontecendo.

avatar
Let
Conselheiro(a) do Chalé Nº 6
Conselheiro(a) do Chalé Nº 6

Mensagens : 52
Data de inscrição : 22/07/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
106/106  (106/106)
Pontos de energia (MP):
104/104  (104/104)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Roran em Seg Jan 28, 2013 8:16 pm

dou um sorriso travesso ao Let, e estico-me entre os bancos dianteiros do Camaro, até chegar nos pedais (ou quase lá). Sinto o rosto esquentar, por estar praticamente me jogando encima da motorista (Louise), o que era de fato uma grande inconveniência.
Abro a portinhola, ou seja lá qual for o nome dessas portinhas, e ponho-me a observar os fios. Vejo suas entradas e saidas, suas cores e espessura.
Ao identificar os dois fios desejados para ligar a ignição do carro, eu volto pro baco de trás, pra sacar a espada (unico objeto cortante em minha posse), e volto a esgueirar-me para a frente, com cuidado para não empalar ninguém. Pegando novamente os fios, eu os corto deixando espaço suficiente para encaixár um com o outr depois, e então raspo uma das pontas de cobre desprotegido com a outra, na tentativa de ligar o motor.

Caso funcione, volto pro meu lugar, ainda vermelho. Do contrário... Fico mais vermelho ainda.

avatar
Roran
Campista do Chalé Nº 9
Campista do Chalé Nº 9

Mensagens : 23
Data de inscrição : 21/01/2013

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Ravyn R. Ollicourt em Seg Jan 28, 2013 8:40 pm

Resumo da ópera: Eu acordei junto com outros três semideuses, com meus itens e inclusive minha mochila. Limpei o pó do meu corpo, meio irritado. Não gostava de nada cinzento. Era tarde, eu com meu óculos de sol especial, e tinha bastante luz ali. Portanto, desembainhei minha Cuthaetheres, para já começar a carregar o seu efeito. Ainda não fundi a armadura com o peitoral, para não eletrocutar todo mundo ali. Louise falou que estávamos em Los Angeles. Não conhecia, mas estávamos bem longe do Acampamento. Com certeza estávamos em perigo. Ouvi a pergunta de Roran (o único não-conselheiro ali) e balancei a cabeça. Não sabia responder.

Entrei no carro, sentando-me no banco de trás ao lado de Roran, mas o carro não estava com a chave. Que ótimo. Antes de eu ter tido a chance de falar algo, Let deu a ideia do filho de Hefesto tentar dar a partida. Observei-o, quieto, olhando-o fazer o que fazia. Olhei para o céu da tarde, também olhando para a Rua para alertá-los no caso de algum monstro se aproximar.

Peculiaridades dos Equipamentos Levados:
*** Uma espada cuja ponta é mais larga que o resto da lâmina, e também arredondada. A qualquer sinal de luz, ela brilha ousadamente com as sete cores do arco-íris, e, depois de no mínimo 5 rodadas exposta à luz, ela pode lançar, por sua ponta, um Arco-íris cortante. Seu nome, Cuthaetheres, vem do latim; Cortadora de Céus.

**** Revestido magicamente para que a eletricidade proporcione dano ao inimigo, e não ao campista.

****** Quando utilizada em conjunto a outro item de armadura (Elmo, Peitoral, Braçadeiras, etc.), a armadura toda ficará com o efeito desse outro item (apenas 1 item).

* Óculos que permitem ver como a pessoa está se sentindo no momento. Aparecerá o nome do sentimento acima da cabeça da pessoa.

********O semideus pode mastigar qualquer uma das quatro folhas do trevo. Após ingeri-la, sua sorte aumentará bastante, dando-lhe muito mais chances de sair bem sucedido em tudo o que fizer. O efeito dura uma hora.
avatar
Ravyn R. Ollicourt
Conselheiro(a) do Chalé Nº 14
Conselheiro(a) do Chalé Nº 14

Mensagens : 29
Data de inscrição : 25/07/2012
Idade : 20

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Hécate em Ter Jan 29, 2013 12:13 pm

Roran, com uma falta de jeito atípica para um filho de Hefesto, praticamente se jogou em cima de Louise- que torceu o nariz e evitou ficar com a cara afundada no abdômen definido de Roran.
Depois de alguns minutos e muito esforço, o Camaro finalmente pegou no tranco com um ronco profundo e característicos. Louise engatou a primeira e correu pela cidade de Los Angeles.
Pelo menos, foi essa a intenção. Um tremor estranho foi sentido, a sua origem não muito longe dali. Poderia ser apenas um abalo sísmico, mas quatro semideuses fortes unidos em uma Missão não teriam tanta sorte.
No final da rua em que estavam, um ciclope anormalmente grande surgiu, brandindo uma clava na mão direita.


Ciclope | lvl 3 | 100%

Louise | HP 104/104 | MP 106/106
Let | HP 106/106 | MP 104/104
Roran | HP 107/107 | MP 103/103
Ravyn | HP 100/100 | MP 100/100


Ciclope: adcionem uma clava grande e de madeira
Spoiler:


Rua em que vocês estão: desconsiderem os carros
Spoiler:




All magic comes with a price.
avatar
Hécate
Deusa da Magia
Deusa da Magia

Mensagens : 112
Data de inscrição : 13/05/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Let em Qua Jan 30, 2013 11:09 am

Me pergunto se deveríamos atropelar o ciclopito. Provavelmente seriamos rebatidos como coelhos pelo seu Taco de Boliche.
Opa — Digo — Fingimos que não vimos o Cara-grande-de-monocelha e fazemos uma retirada estratégica pela esquerda, ou descemos e lutamos como bravos guerreiros vinkings? Voto na segunda opção.

Eu estava com preguiça, é verdade. Mas eu sempre estou, então já não fazia muita diferença. quando sairmos do carro (o que tenho quase certeza que faremos), eu tiro meu escudo das costas, prendendo-o no braço esquerdo, e saco a espada com a mão direita, olhando pro ciclope com a cabeça, inclinada, como um coruja.

Caso ele taque uma casa (ou algo semelhante) em nós, eu corro desesperadamente para a frente/lado, na diagonalk, e me jogo e rolo, com a intenção de passar por baixo do projétil... Mas caso eu perceba que ele irá se chocar mais à frente, eu recuo na diagonal, com um "Uôoooo" apropriado.

Se o ciclope vier em nossa direção... Aguardo o próximo capítulopost, pra ver a formação dos demais, e então agir.

Nível 1 - Prodígio
Os filhos de Atena são crianças incrivelmente inteligentes e são bons conselheiros de guerra. Normalmente, quem os ignora, descobre o significado da palavra ruína.

Nível 1 - Gênio I
Sendo filho da deusa da sabedoria, você é bem mais capacitado mentalmente do que os demais semideuses. Consegue assimilar as coisas e raciocinar com mais agilidade que todos os outros.

Nível 1 – Presciência
Os filhos de Atena conseguem, na posse de um escudo e alguma outra arma, realizar contra-ataques impressionantes, usando o escudo para o bloqueio e sua arma para rápidos ataques.

Nível 2 - Autodidata
Aprende tudo que envolva lógica e disciplina sem o auxílio de nenhum instrutor.

avatar
Let
Conselheiro(a) do Chalé Nº 6
Conselheiro(a) do Chalé Nº 6

Mensagens : 52
Data de inscrição : 22/07/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
106/106  (106/106)
Pontos de energia (MP):
104/104  (104/104)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Roran em Qua Jan 30, 2013 11:25 am

"evitou ficar com a cara afundada no abdômen definido de Roran.", Yao Ming Atá.
E pra que lembrar que sou o unico não-conselheiro, hã? Seriously? Observação desnecessária.
________________________________________________________________

Que legal, hein. Acabamos de acordar de um soninho bom, e já seremos achatados por um ciclope. Ou não.
Sinto-me meio vinking hoje.

Desço do carro com os demais. Fá ajeito o escudo no braço equerdo, e saco a espada com a mão direita. normalmente os filhos de Hefesto lutam com seus martelos (o meu, no caso, estava bem bonitinho preso no cinto), mas minha espada era lijeiramente melhor que o martelo, é.
Observo o monstro. De fato, se ele lançar algo contra nós, tento prever a trajetoria da coisa, e desviar do jeito mais oportuno: correndo para a frente e me jogando, passando assim por baixo do lançamento, ou correndo pros lados ou para trás, evitando-o, enquanto grito ensandecidamente.

Se o próprio cilcope vier, eu me mantenho em posição de defesa, como os outros, aguardando para ver o que fariamos. Eramos quatro, o correto seria, então, lutarmos juntos contra um inimigo daqueles. E além do mais, havia um filho de Atena alí. Ele seria, teoricamente ao menos, o mais correto a ditar as ordens.
avatar
Roran
Campista do Chalé Nº 9
Campista do Chalé Nº 9

Mensagens : 23
Data de inscrição : 21/01/2013

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Ravyn R. Ollicourt em Qua Jan 30, 2013 11:42 am

Ótimo, um Ciclope. Nada mais conveniente. Ouvi a ideia dos outros e ri, descendo do carro. Não precisava dos óculos para ver que ele estava irritado, então guardei-os na mochila e deixei-a no chão. Sem estar tocando nos outros, fundi meu peitoral à minha Armadura Completa. Daria choques em quem me tocasse, direta ou indiretamente (clavas de madeira transmitem eletricidade, né?). Não que eu quisesse ser tocado por ele indiretamente.

Com a espada já desembainhada, esperei se ele jogasse algo. Se isso acontecesse, tentaria desviar, fazendo o necessário: rolando, correndo, o que fosse. NÃO iria, de forma alguma, tentar me defender do projétil que provavelmente seria maior que eu. Tentaria ficar em forma de falange (ou seja, lua minguante) em relação aos meus aliados: se ele viesse, seria a melhor forma para cercarmos e utilizarmos nosso número contra ele, afinal. Assim, se possível se ele viesse, atacaria-o com um golpe horizontal na perna do gigante, tentando me afastar logo depois, também tentando manter a posição. Não iria avançar se ele não avançasse na nossa direção.

Peculiaridades dos Equipamentos Levados:
*** Uma espada cuja ponta é mais larga que o resto da lâmina, e também arredondada. A qualquer sinal de luz, ela brilha ousadamente com as sete cores do arco-íris, e, depois de no mínimo 5 rodadas exposta à luz, ela pode lançar, por sua ponta, um Arco-íris cortante. Seu nome, Cuthaetheres, vem do latim; Cortadora de Céus.

**** Revestido magicamente para que a eletricidade proporcione dano ao inimigo, e não ao campista.

****** Quando utilizada em conjunto a outro item de armadura (Elmo, Peitoral, Braçadeiras, etc.), a armadura toda ficará com o efeito desse outro item (apenas 1 item).

* Óculos que permitem ver como a pessoa está se sentindo no momento. Aparecerá o nome do sentimento acima da cabeça da pessoa.

********O semideus pode mastigar qualquer uma das quatro folhas do trevo. Após ingeri-la, sua sorte aumentará bastante, dando-lhe muito mais chances de sair bem sucedido em tudo o que fizer. O efeito dura uma hora.
avatar
Ravyn R. Ollicourt
Conselheiro(a) do Chalé Nº 14
Conselheiro(a) do Chalé Nº 14

Mensagens : 29
Data de inscrição : 25/07/2012
Idade : 20

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Louise Bloodwine em Qua Jan 30, 2013 3:57 pm

Vejo um ciclope e dou um grunhido zangado. Estaciono o carro no meio fio, a pelo menos vinte metros da criatura. Saio dele, junte de meus companheiros, com Violet na mão direita e meu escudo preso no braço esquerdo.

-Aquela Magnum cairia bem agora, Roran – falo em tom brincalhão, mas torno-o sério um momento depois – Se alguém deixar ele estragar meu carro, eu pessoalmente irei fazê-lo lavar os pratos do acampamento por um mês!

Volto-me para o oponente, ficando mais próxima de Let. Ele tinha um escudo gigante, poderia me defender caso assim fosse necessário. Avanço com os garotos, parando a dez metros da criatura. Fico atenta para me desviar dos golpes fortes que sabia que ele poderia desferir. Espero que os garotos irem para a linha de frente, seguindo atrás e procurando brechas na defesa do monstro.
avatar
Louise Bloodwine
Conselheiro(a) do Chalé Nº 12
Conselheiro(a) do Chalé Nº 12

Mensagens : 23
Data de inscrição : 24/12/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
104/104  (104/104)
Pontos de energia (MP):
106/106  (106/106)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Hécate em Qui Jan 31, 2013 12:18 pm

Uma armação de ataque, que inteligente. Parece que a influência do Filho de Atena estava sendo boa para aquela equipe.
O Ciclope agarrou uma palmeira (aquelas árvores são palmeiras, certo?) e jogou-a em direção aos semideuses. Roran, Let e Ravyn escaparam sem dificuldade, correndo para frente, para longe da zona de impacto da palmeira. Louise não teve tanta sorte. Estava mais atrás, concentrada no Ciclope, e processou lentamente a chegada da árvore. Tentou desviar para o lado, mas ainda assim recebeu o peso do tronco no peito. Foi arrastada cinco metros para trás, ficando presa pelo peito, e se não fosse pelo peitoral reforçado, teria sido esmagada ali mesmo.
Mais à frente, uma batalha se desenrolava. O Ciclope avançava furiosamente sobre os semideuses. Apenas Ravyn tomou a dianteira; em um movimento corajoso, foi de encontro ao seu inimigo. Tentou um golpe horizontal na perna dele, sem muito sucesso. Era uma pele grossa e cheia de calos, aquele ataque não doera mais que uma picada de agulha.


Ciclope | lvl 3 | 99%


Louise | HP 103/104 | MP 106/106
Let | HP 106/106 | MP 104/104
Roran | HP 107/107 | MP 103/103
Ravyn | HP 100/100 | MP 100/100




Última edição por Hécate em Qui Jan 31, 2013 1:41 pm, editado 1 vez(es)



All magic comes with a price.
avatar
Hécate
Deusa da Magia
Deusa da Magia

Mensagens : 112
Data de inscrição : 13/05/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Let em Qui Jan 31, 2013 1:20 pm

Humpf. Repasso mentalmente o poder ofensivo e a velocidade de cada um.

Ravyn possuia aquela sua espadinha encapetada~lançadora~de~raios~cósmicos~do~mal. Louise tinha seu sabre estranho... eu não sabia o que a arma fazia, mas sua aura era o suficiente pra me fazer crer que era muito eficiente.
Roran tinha sua espada, que cortaria praticamente qualquer coisa... Sabia que ele mesmo a refinara com veemência a este ponto.
Formação de Ataque Macedônia! — Falo alto o suficiente para que todos ouçam — Louise, Ravyn, vocês vão!

Não me dou ao trabalho de explicar as ordens, pois todos sabiam o que significavam. A final, recebíamos todos as mesmas instruções de batalha no Acampamento, e tínhamos mais do que obrigação de saber o que significava.
Enquanto um (ou mais) aliados distraem o inimigo pela frente, os demais o rodeiam e lhe atacam pela traseira/flancos. Era uma formação de batalha simples, mas eficiente.

De qualquer modo, eu avanço contra o ciclope, esperando que Roran me seguisse. Cuidaríamos de distrair o grandalhão, para que os demais fizessem seu trabalho.
Paro quando estiver a uns 3 metros do ciclope. Redobro a atenção, e fico atento para desviar de seus ataques, enquanto provoco-o com palavras do tipo "Monosselho" ou "Coelho". sim, sempre fui muito vulgar quando se trata de ofensas, HAHAHA!

Desvio de ataques na vertical pulando pros lados, com toda a força das pernas. Ataques horizontais eu procuro desviar me abaixando, caso o ataque seja alto o suficiente para desviar apenas com isso, ou me jogando no chão e rolando. Diagonais eu faço o mesmo, pulando e rolando pro lado que me parecer melhor.
Caso surja um ataque selvagem demais para desviar, eu uso como ultimo recurso o escudo para tentar bloquear seu ataque... Vish.

Sempre procuro manter sua atenção longe dos dois que tentam contorná-lo. Procuro manter-me a uma certa distância de Roran, para que não atrapalhemos um o movimento do outro.
E sempre, durante minha corrida até o monstro, eu me mantenho atento para desviar de qualquer outra coisa que ele possa jogar, da mesma forma feita antes; me jogando e rolando/escorregando para a frente, caso pareça propício, ou pros lados.

Nível 1 - Prodígio
Os filhos de Atena são crianças incrivelmente inteligentes e são bons conselheiros de guerra. Normalmente, quem os ignora, descobre o significado da palavra ruína.

Nível 1 - Gênio I
Sendo filho da deusa da sabedoria, você é bem mais capacitado mentalmente do que os demais semideuses. Consegue assimilar as coisas e raciocinar com mais agilidade que todos os outros.

Nível 1 – Presciência
Os filhos de Atena conseguem, na posse de um escudo e alguma outra arma, realizar contra-ataques impressionantes, usando o escudo para o bloqueio e sua arma para rápidos ataques.

Nível 2 - Autodidata
Aprende tudo que envolva lógica e disciplina sem o auxílio de nenhum instrutor.

Nível 2 – Aprimorar Defesa
Os filhos de Atena podem concentrar-se inteiramente em bloquear os ataques inimigos durante uma rodada, deixando de lado seu direito de atacar. Aumenta drasticamente a capacidade de defesa dos filhos de Atena, porém apenas quando não realizarem nenhum ataque na rodada.

avatar
Let
Conselheiro(a) do Chalé Nº 6
Conselheiro(a) do Chalé Nº 6

Mensagens : 52
Data de inscrição : 22/07/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
106/106  (106/106)
Pontos de energia (MP):
104/104  (104/104)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Louise Bloodwine em Qui Jan 31, 2013 1:37 pm

Agradeço aos deuses, especificamente Poseidon, pelo meu peitoral reforçado. Quase não havia levado dano, enquanto se não o tivesse teria todas as costelas fraturadas. Tiro um segundo para me recuperar do ataque, ainda observando o desenrolar do combate. Então ouço Let gritar a “Formação Macedônia”, logico que eu conhecia aquela estratégia. Sendo conselheira do meu chalé eu ficava responsável para ensinar a meus irmãos o que aquilo significava, entre uma garrafa de vinho ou outra, logicamente. Corro na direção do ciclope, cor tonando-o pela esquerda enquanto Ravyn deveria fazer o mesmo pela direita. Caso ele preste atenção em mim, finjo estar apavorada e dou todas as indicações que estava apenas fugindo e não indo atacá-lo.

Espero que o monstro esteja com a atenção completamente focada nos meus amigos para tentar realizar meu ataque. Corro em direção a sua perna, mais especificamente o tendão do calcanhar. Eu sabia que se conseguisse cortar ali de forma eficiente, ele perderia o movimento das pernas, ou pelo menos seria bastante prejudicado. No último instante ativo as chamas de Violet. Ciclopes são seres resistentes ao fogo, mas as chamas do meu sabre são mágicas e não deveriam estar aplicadas a aquela regra. Faço um arco na direção de seu tendão, cortando o mais profundamente que posso. Após o ataque, desvio para a esquerda, saindo do caminho de seu pé, e recuando três metros. Fico atenta para me esquivar dos ataques do ciclope, já sabendo que eles possuía uma força sobrenatural.

Nível 1 - Arte de Atuar I
Filhos do patrono das artes teatrais, são heróis capazes de atuações perfeitas, podendo ocultar completamente sua verdadeira personalidade quando assume uma outra. A princípio, somente suas ações e características podem ser alteradas conforme o semideus desejar.
avatar
Louise Bloodwine
Conselheiro(a) do Chalé Nº 12
Conselheiro(a) do Chalé Nº 12

Mensagens : 23
Data de inscrição : 24/12/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
104/104  (104/104)
Pontos de energia (MP):
106/106  (106/106)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Ravyn R. Ollicourt em Qui Jan 31, 2013 3:23 pm

Ouvi o filho de Atena:

- Formação de Ataque Macedônia!

Assenti. Olhei para Scarlet indo para a esquerda e fui pela direita, num arco mais aberto que o dela. Ela tinha a vantagem de poder fingir estar fugindo, eu não, então não queria que ele me notasse. O lado positivo é que ele segurava a clava com a mão direita, e eu estava do lado da mão esquerda dele.

Atrás dele, olhei para sua perna esquerda (a qual estava atrás, afinal vim pela direita). Tive que atacar ao mesmo tempo que Louise, quando ele perdesse a concentração em nós, para uma maior chance de sucesso. Avancei ao mesmo tempo que ela, brandindo minha espada. Ela ativou suas chamas. Eu ativei o poder |Arco de Cores|. Ataquei também no tendão do seu calcanhar, com toda a força que tinha, para cortá-lo. Logo após, para evitar ser esmagado na queda, corri para a esquerda, me afastando pelo menos 3 metros do Ciclope.

Era realmente muito bom que os dois da frente distraíssem realmente muito bem. Caso ele nos notasse no meio do movimento, obviamente cancelaria o movimento e me afastaria de novo, preparado para me esquivar de qualquer golpe dele, até ele perder a concentração novamente em nós e eu poder completar o movimento.

Poderes Ativos Utilizados:
Nível 1 - Arco de Cores
No local em que o semideus ferir o oponente com sua arma, surgirá um pequeno arco-íris, este, por sua vez deixa a superfície atingida fumegando brevemente e o ataque será 10% mais forte.
Requer (em MP): 15 pontos
Tempo de Espera: -
Obs.: -
Peculiaridades dos Equipamentos Levados:
*** Uma espada cuja ponta é mais larga que o resto da lâmina, e também arredondada. A qualquer sinal de luz, ela brilha ousadamente com as sete cores do arco-íris, e, depois de no mínimo 5 rodadas exposta à luz, ela pode lançar, por sua ponta, um Arco-íris cortante. Seu nome, Cuthaetheres, vem do latim; Cortadora de Céus.

**** Revestido magicamente para que a eletricidade proporcione dano ao inimigo, e não ao campista.

****** Quando utilizada em conjunto a outro item de armadura (Elmo, Peitoral, Braçadeiras, etc.), a armadura toda ficará com o efeito desse outro item (apenas 1 item).

* Óculos que permitem ver como a pessoa está se sentindo no momento. Aparecerá o nome do sentimento acima da cabeça da pessoa.

********O semideus pode mastigar qualquer uma das quatro folhas do trevo. Após ingeri-la, sua sorte aumentará bastante, dando-lhe muito mais chances de sair bem sucedido em tudo o que fizer. O efeito dura uma hora.
avatar
Ravyn R. Ollicourt
Conselheiro(a) do Chalé Nº 14
Conselheiro(a) do Chalé Nº 14

Mensagens : 29
Data de inscrição : 25/07/2012
Idade : 20

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Roran em Qui Jan 31, 2013 3:48 pm

Humpf²

Corro na direção de Louise, enquanto meço a arvore que a mantém presa ao chão.
Segundo a nossa narradora, a árvore acertara a garota e ainda por cima caira por cima dela, prendendo-a no chão. Teríamos de resolver isso, hã?
ao me aproximar, eu tento cortar o tronco da arvore na lateral da Louise, para poder removê-lo depois, erguendo sua extremidade para ela sair. Corto do alado contrario à extremidade mais leve/curta/fina, que seria a mais fácil de erguer. TOMO CUIDADO PRA NÃO RANCAR UM BRAÇO OU COISA DO TIPO DA LOUISE Milk! e lembro que minha espadinha é mutíssimo bem refinada U_U

Assim que liberto a garota eu corro com todo o vigor possivel para a minha posição, ao lado de Let, distraindo o ciclope. Bem, é realmente bom carregar um filho de Atena numa missão, caso precise de planos para ataque, de uma enciclopédia-móvel com calculadora embutida.

YOHOHO — Rio ao chegar a 3 metros do ciclope, visando provocá-lo e distraí-lo. tinha de dar tempo e espaço para que os outros concretizassem seus ataques.

Faço o possível para me manter vivo. Desvio de suas investidas verticais esquivando pros lados, pulando ou rolando de preciso, e no caso de investidas horizontais eu me jogo pra frente e rolo, e ao levantar tento cortar-lhe o joelho com um arco da espada, me jogando pra trás e rolando na mesma direção para me por de pé e me afastar do ciclope. Minha função não era matá-lo, e sim distraí-lo, mas acho que com um corte no joelho ele daria mais atenção a mim do que a Louise ou Ravyn.

Spoiler:
Nível 2 - Brutalidade
Assim como seu pai, você é provido de bastante força física. Seus músculos são bem formados e definidos e, se for uma garota, a pesar de não parecer, a força estará sempre lá.

avatar
Roran
Campista do Chalé Nº 9
Campista do Chalé Nº 9

Mensagens : 23
Data de inscrição : 21/01/2013

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Hades em Dom Fev 10, 2013 11:06 am

Missão Cancelada!


As aulas da deusa responsável começaram, e esta está se dedicando mortalmente (?) aos estudos.
A narração permanecerá em pausa até que ela tenha tempo para terminá-la. Até lá, os campistas estão livres de quaisquer responsabilidades, e poderão se enfiar em qualquer outra narração.

50 pontos de Experiência e 2 Dracmas para cada campista.
avatar
Hades
Deus dos Mortos
Deus dos Mortos

Mensagens : 455
Data de inscrição : 13/05/2012

Arquivo Olimpiano
Pontos de vida (HP):
100/100  (100/100)
Pontos de energia (MP):
100/100  (100/100)
Equipamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão [Louise Bloodwine, Roran e Ravyn Ollicourt]- A Marca dos Mortos.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum