Profecia: A Convocação da Rainha

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Profecia: A Convocação da Rainha

Mensagem por Rachel Elizabeth Dare em Ter Maio 29, 2012 5:24 pm

Eu acordei assustada, mas não saberia explicar o porque.

Levantei da cama, vesti uma das minhas jeans mais surradas e uma camiseta branca com os dizeres "Yeah, eu sou o cara!". Sei que eu não sou um cara, mas achei a frase divertida e a comprei. Enfim. Coloquei os fones do meu iPod em meu ouvido e me espalhei no sofá, começando a ler uns pergaminhos sobre antigos herois. Se você quer aprender sobre a mitologia de verdade, vá ao quarto de Quíron. Opa! Não, não vá! Entrar lá é proibido, mas ser oráculo tem seus benefícios: sempre sei quando ele está pra chegar.

No meio da leitura, simplesmente fui possuída pelo oráculo. Eu senti aquela familiar dor no estômago, larguei os pergaminhos de qualquer jeito sob a mesa de centro. Eu falei, mas não era minha voz:
- Eu sou o espírito de Delfos, Porta-voz das profecias de Febo, Apolo assassino da poderosa Píton.

E então mudei de cenário. Estava dentro de um templo feito de mármore na antiga grécia. Lá não haviam bancos e nem altares, mas havia algo ainda mais inusitado e surpreendente. Uma fogueira se erguia até o teto, maior do que qualquer uma que eu já tivesse visto. As chamas eram um caleidoscópio de cores, indo do laranja vivo ao roxo, depois ao azul para o amarelo dourado e assim por diante.
Instintivamente recuei, pois pensei que pudesse ser engolida pelas chamas, mas era só impressão. O calor era morno, agradável. A fumaçava por ali quase não podia ser vista de tão clara e tinha um cheiro adocicado, gostoso de se sentir. Inexplicável.
Por fim, o fogo (isso mesmo, o fogo!) se dirigiu à mim com a voz do oráculo:


"Três crianças irá a Rainha convocar
Todas deixarão o dourado reino com uma arma a caçar
Sob toneladas de pedras se perderão
E com a graça da vitória o caminho reencontrarão
Duas em sua caçada fracassarão sem notar
E a terceira, a mais sábia, verá uma oportunidade a aproveitar"

Então uma jovem mulher vestindo túnica grega ainda mais branca que o templo e jóias de ouro e rubis no pescoço e nos pulsos. Seus cabelos, ruivos, iam até a base da coluna e balançavam levemente acompanhando seu caminhar. Ela trazia uma espécie de bastão de bronze nas mãos, com um pano na ponta. Ela se dirigiu ao fogaréu e colocou o lado do bastão com o pano nas chamas. Ao erguer a tocha, ela olhou para mim com um sorriso e piscou.

Quando voltei a mim, levei um susto tremendo. Estava na sala da Casa Grande com Quíron e Dionísio me encarando curiosos. Certamente não estavam pasmos com a estampa de minha camiseta. Foi Seymour quem quebrou o silêncio da sala. Dionísio aproveitou o embalo e disse:

- Hum. Interessante. Se a srta. não se importa, voltarei a minha partida de Pac Man que foi interrompida por uma garota estúpida e com a voz esquisita. Ah, verdade. Essa garota é você. Com licença.
avatar
Rachel Elizabeth Dare
O Oráculo
O Oráculo

Mensagens : 1
Data de inscrição : 23/05/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum